Cointimes
Libertário

População queima Banco Central do Irã, veja o vídeo

banco central do irã

Com a subida no preço da gasolina em 50%, moeda desestabilizada e com pesadas sanções dos Estados Unidos, o Irã está pegando fogo quase literalmente.


Leia também:
++ Banco Central do Líbano é cercado por manifestantes
++ Hacker rouba Banco e oferece US$100.000 em Monero ou Bitcoin por vazamentos
++ Brasil pode virar um paraíso fiscal graças ao STF


Enquanto o Ayatollah dava apoio para a subida de preços na gasolina, a população queimava o Banco Central do Irã, como mostra o vídeo abaixo:

https://wpadmin.cointimes.com.br/wp-content/uploads/2019/11/duFNOor_x1Vbo3Mh.mp4

Em resposta, o governo iraniano cortou a internet do país, mas os protestos só escalaram. De acordo com Masih Alinejad, jornalista e ativista iraniana, por todo o Irã ouviam-se gritos de “morte ao ditador”, como no vídeo a seguir:

https://wpadmin.cointimes.com.br/wp-content/uploads/2019/11/Ira-protestors.mp4

“Não temos dinheiro ou gasolina, para o inferno com a Palestina”, gritava uma multidão em Islamshahr indignada com a retórica anti-semita do regime iraniano.

Do dia 16 para cá, os protestos só escalaram e levaram o governo ao uso de milícias terroristas para conter as manifestações.

Depois do Banco Central do Líbano e agora do Irã, qual será o próximo? Parece óbvio que a população está farta das políticas monetárias desastrosas impostas pelos Bancos Centrais.

Qual a solução? O Bitcoin?

Para mais vídeos de bancos centrais queimando, siga nossas redes sociais – Twitter, Facebook, Instagram e Telegram.

A NovaDAX está completando três anos!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil completa três anos no mês de novembro e quem ganha é você! 

Serão até 30 moedas com taxa zero para transações e mais de 80 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.

Sair da versão mobile