De acordo com pesquisa do Ibre da FGV, perspectivas do mercado e comentários de produtores a inflação está se espalhando e com tendência de alta.

Segundo dados publicados pelo economista Andre Braz do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV) o preço das matérias-primas teve uma alta de 68% nos últimos 12 meses, o maior desde a criação do Plano Real.

A pressão inflacionária, no entanto, parece que não vai parar nos alimentos. De acordo com o boletim Focus divulgado hoje pelo Banco Central do Brasil o IPCA (um dos indicadores da inflação) a estimativa para a inflação geral subiu de 3,54% para 4,21%. 

Conforme relata reportagem da Folha, a falta de suprimentos e alta demanda devido aos efeitos da pandemia e das políticas fiscais/monetárias do governo impactaram nos preços de praticamente todos os setores. Entretanto, alguns deles ainda não repassaram o aumento para os consumidores devido a estoques anteriores a crise.  

Cointimes Awards

Ou seja, podemos esperar um aumento de preços nos próximos meses se as previsões se confirmarem.

Economista culpa o governo: desastroso

Para Fernando Ulrich, conselheiro da Casa da Moeda e economista austríaco, a culpa não é dos empreendedores e sim da administração desastrosa de Paulo Guedes e Bolsonaro.

Fernando Ulrich inflação

Vale lembrar que a moeda brasileira foi a pior do mundo em comparação ao dólar durante praticamente todo o ano de 2020, superando até mesmo a moeda argentina em uma queda de 40%. 

Alguns economistas acreditam que a inflação acumulada até maio de 2021 fique em 6% e depois caia com a estabilização das cadeias produtivas.

Cointimes Awards

Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br