Coingoback

A empresa de vigilância em blockchain Chainalysis anunciou o lançamento de um novo programa que visa a recuperação, armazenamento e venda de criptoativos apreendidos por governos.

[O] programa de realização de ativos [vai] ajudar as agências governamentais e os profissionais de insolvência (quando devedor tem prestações a cumprir, caso não cumpra é considerado insolvente, em falência ou recuperação) a lidar, armazenar, realizar e monitorar os ativos apreendidos, disse Chainalysis na quinta-feira.

A empresa explicou que quando a polícia está trabalhando com criptoativos, muitas vezes a entidade precisará não apenas apreender sobre a natureza do ativo, mas também armazená-la até o confisco legal.

A organização acredita que profissionais licenciados, praticantes de insolvência e governos em todo o mundo precisarão de um programa confiável que possa ser uma “maneira segura de rastrear, armazenar e, por fim, vender criptoativos apreendidos por moeda fiduciária”.

“À medida que as criptomoedas se tornam mais populares, elas serão cada vez mais usadas por atores bons e ruins”, disse Jason Bonds, diretor de receita da Chainalysis na quinta-feira. 

A Chainalysis se dedica em construir confiança em ativos digitais, o que significa ajudar a detectar e investigar atividades ilícitas. À medida que nossos parceiros governamentais se tornam mais bem-sucedidos em erradicar os malfeitores, auxiliá-los na recuperação e realização de ativos é uma próxima etapa natural.

O anúncio da Chainalysis também indica que a empresa fez parceria com uma companhia chamada Asset Reality. O serviço de consultoria da empresa trabalha com a aplicação da lei global que trata de “ativos complexos”.

O anúncio também detalha que o Chainalysis ajudou na aplicação da lei dos EUA a “identificar e investigar as carteiras de criptomoedas usadas” no recente confisco de bitcoins do Silk Road.

As agências de segurança dos EUA já solicitaram ajuda do setor privado para armazenar e vender ativos criptográficos confiscados.

A introdução do novo programa oferecido pela Chainalysis segue as agências de aplicação da lei dos EUA, como o Departamento de Justiça e o Serviço Mashal dos EUA, pedindo ajuda para armazenar criptomoedas apreendidas.

Durante os leilões do Silk Road, anos atrás, os US Marshals estavam encarregados de armazenar e leiloar o cache (depósito de informações que fica armazenado em de um sistema) de bitcoins confiscados. No entanto, em abril de 2020, ambas as agências publicaram um pedido de “armazenamento, manutenção e descarte de moeda virtual apreendida / perdida”.

O que você acha do Chainalysis e do recente programa de armazenamento e venda de criptoativos apreendidos? Deixe-nos saber o que você pensa sobre este assunto na seção de comentários abaixo.

Leia mais: Chainalysis lança site com dados de mercado gratuitamente

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br