Uma reportagem exclusiva do Yahoo News USA revelou hoje a extensão das operações de hacking da CIA e as consequências da expansão de seus poderes com permissão de Donald Trump.

Segundo a reportagem, desde 2018 a Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) ganhou novos poderes, Donald Trump expandiu as ações da agência para limites nunca vistos. Uma ordem secreta do presidente dos EUA permitiu que a CIA fizesse operações contando apenas com a própria autorização.

“Essa tem sido uma combinação de coisas destrutivas – as coisas estão pegando fogo e explodindo – e também a divulgação pública de dados: vazamentos ou coisas que parecem vazar”, disse um ex-funcionário do governo dos EUA ao Yahoo News.

“Queimaremos seus bancos”

Os jornalistas do Yahoo News acreditam que a CIA estaria ligada com o hacking de 15 milhões de cartões de crédito dos 3 principais bancos iranianos em dezembro de 2019.

Segundo o ministro das comunicações iraniano, Mohammad Javad Azari, os dados foram vazados de um prestador de serviços que teve acesso às contas e antes de enviar os dados para o público no Telegram tentou um blackmail com autoridades iranianas. 


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“O ataque foi realmente massivo. Não posso divulgar nenhum detalhe no momento, mas todos os aspectos do ataque já foram discutidos e certamente haverá um relatório sobre isso mais tarde. Não posso dizer que o ataque foi realizado por qual país no momento ”, disse o ministro.

Os dados foram publicados no Telegram em conjunto com a mensagem “Queimaremos a reputação de seus bancos da mesma maneira que incendiamos seus bancos“; naquele mês, cerca de 700 bancos foram queimados no Irã.

Boaz Dolev, diretor executivo da Clear Sky, disse ao New York Times que a grande escala do ataque cibernético no Irã sugere que quem o fez tinha “alta capacidade tecnológica, que geralmente está nas mãos dos serviços de inteligência do estado“, dando mais uma indicação de que a CIA poderia estar por trás dos vazamentos.

Sob administrações anteriores, altos funcionários do Departamento do Tesouro argumentaram com sucesso contra vazamentos ou eliminação de dados bancários, de acordo com ex-funcionários, porque isso poderia desestabilizar o sistema financeiro global.

Essas eram operações que “a CIA sempre soube que era uma opção, mas sempre foram uma ponte longe demais”, disse um ex-funcionário. “Eles estavam envolvidos em altos escalões há muito tempo, mas cabeças mais frias sempre prevaleciam”.

Os jornalistas do Yahoo também acreditam que a agência esteve por trás dos hacks ao APT34, a agência governamental de hacking do Irã e a duas empresas que forneciam ferramentas para os serviços de inteligência russo.

Vazamento das ferramentas de hacking do serviço de inteligência do Irã
Vazamento das ferramentas de hacking do serviço de inteligência do Irã

CIA está sem controles?

A decisão de dar ao chefe do executivo poderes máximos sob a CIA dividiu opiniões na organização, pois a ordem de Trump retirou a supervisão da NSC que mantinha a agência sob supervisão. Entretanto, algumas fontes do Yahoo revelaram que outra parcela ficou em êxtase com as medidas de Trump.

As ações cibernéticas da CIA estão classificadas, contudo, ex-oficiais afirmaram que elas já foram feitas na Rússia, China, Irã e Coreia do Norte.

ex-funcionário do governo
“Nosso governo está se transformando na po*** de um Wikileaks”

A CIA entrou na guerra financeira e desde 2011 eles já sabiam sobre o Bitcoin. Sabendo que regimes como o do Irã e a Coreia do Norte estão usando criptos, será que essas novas operações afetarão as criptomoedas?


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!