Nos últimos dias, vivemos a All Time High do Bitcoin (momento de maior valor do ativo) aqui no Brasil, e isso pode ser analisado de diversas formas, trazendo diversos insights tanto sobre o mercado de criptomoedas, como também sobre o nosso próprio país.

Nessa Research, eu irei te explicar o porquê a ATH do Bitcoin revela muito mais sobre o Brasil e sobre as Altcoins do que sobre o próprio BTC. Além disso, você vai entender de esse fenômeno que estamos vivendo agora não é restrito apenas ao nosso país, afinal já é ATH na Turquia, Argentina, Venezuela…

Inclusive, só para não perder o momento, parabéns a todos que seguraram o BTC desde que compraram, pois todos, sem exceção, estão no lucro enquanto estou escrevendo essa análise.

Short Brasil

Ao analisar o BTC/BRL, acredito que você teve uma dificuldade, há uma falta de histórico nesse preço… Porque o Bitcoin nunca valeu tanto como agora em reais!

Exatamente, atingimos o maior valor da história do Bitcoin em reais (a famosa All Time High), uma grande felicidade para os investidores de criptomoedas que observaram o ativo desvalorizar mais de 40% em um único dia, em março de 2020.

O primeiro ponto, e mais evidente, é que o real está valendo cada vez menos, pois, apesar da ATH na nossa moeda, o ativo ainda está bem longe dos 20.000 USD (maior valor de sua história), o que significa que, desde 2017, o real se desvalorizou (e muito) comparado ao dólar.

Sendo mais um motivo para você investir me BTC se você mora no Brasil (dolarização dos seus investimentos).

Por que não é All Time High em 2020 apenas no Brasil, mas em diversos outros países como Argentina, Turquia, Venezuela, Sudão, entre outros…

Mas o que essa série de ATH ao redor do mundo significa?

O BTC é uma das melhores armas contra a inflação e moedas fracas para países emergentes como o Brasil e, acredite, estar posicionado do BTC é estar posicionado em uma moeda forte, e uma excelente forma de dolarizar o seu patrimônio e ter uma reserva de valor…

Se você não se sente seguro quanto ao futuro do Brasil, o BTC é um “Bote Salva vidas” para você.

Altcoins não vão tão bem

Outra conclusão que podemos tirar desse momento é o fato de que as altcoins ainda estão longe de sua ATH aqui no Brasil, o que significa que 2017 afetou muito mais as criptomoedas alternativas do que o BTC (sim, a maior criptomoeda do mercado sempre sendo o porto seguro).

Não é à toa que percebemos um crescimento significativo da dominância do Bitcoin se comparamos 2017 com 2020.

E não só isso. Boa parte da alta do Bitcoin foi motivada pela migração de capital das altcoins para o BTC, com um crescimento de quase 5% da dominância da maior criptomoeda do mercado em relação aos demais ativos nas últimas duas semanas.

Sim, ATH do Bitcoin fala muito menos sobre o Bitcoin e muito mais sobre o Real e as Altcoins, acho que podemos ter um “porto seguro” se formando.

Se quiser acompanhar de perto nossas análises sobre o Bitcoin, fica o convite para você entrar no Telegram da Mercurius.

Até a próxima análise,

Orlando Telles.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br