Cointimes

Solução on-ramp usada pela Metamask e Ledger integra o PIX

Bandeira do Brasil com moedas de cripto

O avanço das criptomoedas no Brasil recebe mais um impulso significativo com a integração do PIX à Mercuryo, um proeminente provedor global de infraestrutura de pagamentos. A colaboração visa não apenas facilitar mas também democratizar o uso de criptoativos entre os brasileiros.

Crescimento em meio à adversidade

Mesmo navegando por águas turbulentas do mercado de criptomoedas em queda, conhecido como “bear market”, a Mercuryo conseguiu uma expansão impressionante. A empresa reporta um crescimento de dez vezes em sua presença no mercado brasileiro e latino-americano, processando até agora milhões de dólares em transações.

PIX como catalisador de adoção

A decisão de integrar o PIX surge como um movimento estratégico da Mercuryo para alavancar ainda mais parcerias, principalmente com players locais.

É um marco significativo, visto que o PIX conta com uma base de mais de 150 milhões de usuários, tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Em setembro, o sistema bateu recordes, com 152,7 milhões de transações em um único dia, totalizando um volume de R$ 76,1 bilhões.

Foco na Experiência do Usuário

A Mercuryo sempre priorizou a experiência do usuário em suas soluções. Seu sistema “on-ramp” foi projetado para ser intuitivo, permitindo que os usuários do PIX entrem com facilidade no ecossistema das criptomoedas.

O site da empresa agora também conta com uma versão em português, visando tornar a navegação mais confortável para os usuários brasileiros.

Perspectiva de liderança brasileira em Web3

“Bakhrom Saydulloev, gerente de produtos da Mercuryo, vê o Brasil como um mercado que está na vanguarda da revolução financeira digital, especialmente no espaço Web3 que está em rápido crescimento”, disse ele. “A integração com o PIX é crucial para nós, pois nos permite expandir nosso alcance no fascinante mundo da web3, que estamos empolgados em tornar mais acessível aos brasileiros”.

Brasil: um player global em adoção de criptomoedas

De acordo com dados recentes da Chainalysis de 2023, o Brasil se destaca entre os dez países líderes em adoção de criptomoedas, com mais de 3,2 milhões de usuários, o que representa um aumento de 60% em relação a apenas quatro meses antes.

Empresas como Ripple, Coinbase e agora a Mercuryo estão aumentando a presença no mercado brasileiro, o principal player da América Latina.

Taxas competitivas e moedas locais

Outro diferencial da Mercuryo no mercado brasileiro é a sua abordagem às taxas de câmbio. A empresa procura evitar conversões duplas e oferece suporte a métodos de pagamento e moedas locais, tornando o investimento em criptomoedas mais atraente e lucrativo para os usuários do PIX.

Leia outros conteúdos...

© 2024 All Rights Reserved.