Coingoback

A SPPYNS, uma fintech suíça criada por brasileiros, anunciou o lançamento de novos produtos em sua plataforma, um marketplace que conecta gestores de criptoativos a investidores.

O primeiro deles é um fundo voltado para perfis conservadores, que buscam estratégias baseadas em criptomoedas para proteger o seu capital. O SIAS Total Capital Protection usa o Tether como indexador, ou seja, tem sua performance comparada ao dólar.

A sua estratégia se baseia em moderar o portfolio entre tokens lastreados em ouro, dólar e Bitcoin, na proporção de 40%, 40% e 20%, respectivamente. Nos últimos 12 meses, a rentabilidade acumulada foi de 9,68% (sobre o dólar).

“É a estratégia ideal para quem busca indexar parte do capital em moeda forte como proteção para a volatilidade do momento atual e com prazo de investimento maior, mas sem deixar de aproveitar a oportunidade de ganho com o BTC no longo prazo com risco bem controlado. O ouro e o bitcoin têm mostrado um índice de correlação importante em relação ao dólar”, disse o chefe de investimentos, Eduardo Cavendish.

A SPPYNS também fechou recentemente uma parceria com a Mercurius Crypto, gestora de criptomoedas, permitindo clientes globais investirem em fundo indexado em reais.

Por meio do Mercurius Brazil Fund, tem como estratégia buscar desempenho com baixa volatilidade no mercado de cripto utilizando a BRZ (stablecoin lastreada em reais) como referência e utilizando análises técnicas e fundamentalista para a tomada de decisões. A rentabilidade anual do fundo está em 8,71%.

“Trata-se de um projeto inovador, criado por jovens talentosos do mundo de crypto finance, que já apresentam estratégias de criptoinvestimentos e viram na SPPYNS uma forma de expansão de seus negócios, nacional e internacionalmente”, afirmou Cavendish.

Mercurius Brazil Fund

“É interessante notar duas características especificas deste produto de investimentos. A primeira é a baixa correlação com qualquer ativo do mercado, transformando o Mercurius Brazil Fund uma ótima alocação mesmo em carteiras com bitcoins. A segunda, e mais importante, especificidade deste produto é a de ser uma reserva de valor muito precisa. Mesmo em períodos de crise global ou em grandes movimentos negativos do Bitcoin, o produto não sofreu grandes perdas”, salienta.

Fundada por brasileiros, a SPPYNS alega ter migrado para a Suíça em busca de um ambiente regulatório com regras definidas para empresas que atuam nos polos Blockchain e cripto. A fintech atua com tanto com o marketplace de gestores e investidores quanto com a tokenização de ativos.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br