Cointimes
Bitcoin

Tesla suspende aceitação de bitcoin citando questões ambientais, BTC cai 11%

Elon Musk

Elon Musk

A Tesla suspendeu a aceitação de bitcoins para a compra de veículos, anunciou o CEO Elon Musk. A empresa citou preocupações “sobre o rápido uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações de bitcoin, especialmente carvão, que tem as piores emissões de qualquer combustível”.

Por enquanto, bitcoins não serão aceitos

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou no Twitter nesta quarta-feira (12) que sua empresa de carros elétricos suspendeu a aceitação de bitcoin para a compra de veículos. A empresa deixa claro que considera a criptomoeda “uma boa ideia em muitos níveis e acreditamos que ela tem um futuro promissor, mas isso não pode ter um grande custo para o meio ambiente.”

A Tesla, porém, deixa claro que não irá realizar mais vendas de bitcoins e acreditam em um futuro mais sustentável para a mineração, mas não descartam a aceitação de altcoins.

“A Tesla não venderá nenhum bitcoin e pretendemos usá-lo para transações assim que a mineração fizer a transição para uma energia mais sustentável. Também estamos analisando outras criptomoedas que usam menos de 1% da energia/transação do Bitcoin.”, continua o anúncio.

A Tesla começou a aceitar bitcoin em março, depois que a empresa revelou suas participações em bitcoin em um processo junto à Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos no início deste ano. A empresa havia investido 1,5 bilhão de dólares em BTC.

Em seu arquivamento no primeiro trimestre, a Tesla revelou que suas participações em bitcoin cresceram para US$ 2,5 bilhões depois que a empresa “vendeu 10% de suas participações essencialmente para provar a liquidez do bitcoin como uma alternativa para manter dinheiro no balanço”, explicou Musk.

Enquanto isso, Musk fez uma pesquisa no Twitter na segunda-feira perguntando a seus seguidores se Tesla deveria aceitar dogecoin. 78,2% disseram que sim.

Tesla cede à pressão?

Conhecida por lucrar mais com créditos de carbono do que com venda de carros elétricos, a Tesla foi duramente criticada após sua inclinação para a aceitação de criptomoedas. De repente, a empresa preocupada com o meio ambiente estava “carregando a poluição do Bitcoin”, de acordo com a mídia tradicional.

Ainda em fevereiro deste ano, a CEO da Ark Invest Cathie Wood compartilhou uma thread no Twitter que explicava como, de maneira contraintuitiva, o impacto da mineração de bitcoin é positivo para o meio ambiente.

Ela disse na época: “Acredito que Elon Musk entende essa dinâmica importante. Pelo amor de Deus, uma de suas principais prioridades é salvar o planeta.”

Na mesma conversa do Twitter, quando outro usuário lembrou que ele foi co-fundador do PayPal e essa experiência seria relevante para o seu entendimento das criptomoedas, Elon Musk comentou: “Eu sei uma coisa ou outra sobre pagamentos.”

Mesmo assim, a suspensão da aceitação de bitcoin chegou. Com isso, a criptomoeda caiu cerca de 11% de acordo com dados do Coingolive.

Alguns proeminentes apoiadores do Bitcoin, como Michael Saylor e Anthony Pompliano responderam ao anúncio lembrando de como 75% da mineração já utiliza energias renováveis e como transações adicionais na rede não afetam a quantidade de energia utilizada.

Compartilhando um tweet onde Elon Musk claramente concorda com Jack Dorsey, CEO do Twitter, que o Bitcoin incentiva energias renováveis, o analista PlanB sugere que o CEO da Tesla foi “forçado” pelo governo a voltar atrás em sua opinião. “É por isso que Satoshi permaneceu anônimo”, disse.

Leia também: Criptomoeda Nano sobe 60% com expectativas de ser aceita pela Tesla

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Sair da versão mobile