Coingoback

Nesta manhã de quarta-feira, 2 bilhões de dólares em tokens USDT foram queimados na conta conhecida como “Tesouro da Tether”. Essa foi a segunda maior destruição dos tokens lastreados em dólar que a Whale Alert anunciou pelo Twitter.

Na rede social, a maioria dos usuários ficaram impressionados com o anúncio, afinal 2 bilhões de tethers equivalem a cerca de 5.424 bitcoins. Mas na verdade não há com o que se preocupar, e nem mesmo foi a maior queima de USDT da história.

5 bilhões de dólares do nada e a maior queima da história da Tether

Antes desta, houve uma queima ainda maior no dia 13 de julho de 2019, quando a tesouraria da stablecoin queimou US$ 4,5 bilhões em USDT. Na época, o CTO da Tether Paolo Ardoino explicou que houve um “problema com os decimais do token”.

Os dólares tether não possuem um blockchain próprio, e estão em circulação em algumas plataformas diferentes como Ethereum, Tron, e Omni. Naquela ocasião, a empresa estava transferindo 50 milhões de tokens da rede Omni para a Tron, movimentação que envolve emissão e queima de tokens.

Porém, eles acabaram inserindo uns zeros a mais e emitiram 5 bilhões de tokens no processo, que acabaram sendo queimados duas vezes, uma queima de 4,5 bi e outra de 500 mi. A Poloniex chegou a confirmar os fatos, mas os usuários, claro, fizeram piadas com o fato da empresa imprimir bilhões de dólares “a partir do nada”.

US$ 2 bilhões em Tether queimados hoje

Desta vez, a situação foi similar no sentido de que também houve uma transferência de tokens entre diferentes blockchains. Mas não houve nenhum erro similar ao de 2019, na verdade, o CTO da Tether avisou com antecedência o que iria acontecer.

“Hoje, em cerca de 4h, uma exchange vai converter 2B #tether TRC20 em ERC20. Você verá várias autorizações ERC20, seguidas por trocas TRC20 <=> ERC20 e uma queima final de TRC20. Como resultado desta operação, o número de tethers emitidos em circulação não mudará.”, tuitou Ardoino por volta das 4 horas da manhã (horário de Brasília).

E então, com a queima realizada, ele revelou que as trocas ocorreram na Binance.

Veja também: Tether engaja em “propaganda enganosa”, mostra pesquisa jornalística


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!