Jack Dorsey, CEO do Twitter, anunciou nesta quarta-feira que irá banir qualquer propaganda política na sua plataforma. Apesar das boas intenções, o mercado não reagiu bem.

Jack, que é um grande apoiador do Bitcoin e doador do partido Democrata, acredita que a mensagem política deve ser ganha e não comprada.

“Decidimos interromper toda a publicidade política no Twitter globalmente. Acreditamos que o alcance da mensagem política deve ser conquistado, não comprado. Por quê? Algumas razões … “, disse Jack no Twitter

As ações estavam sendo negociadas no dia 29/10 a US$30,26, depois da decisão as ações do Twitter chegaram a valer US$29,75.

gráfico com preço do Twitter

Facebook nadando no dinheiro

Facebook nadando no dinheiro

Já o Facebook tem adotado um discurso em prol da liberdade de expressão. O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, foi até Washington DC e para uma audiência de estudantes defendeu o uso de propagandas políticas na rede social.

Para Mark, o banimento de propagandas prejudica os pequenos candidatos que não têm destaque na mídia tradicional.

A decisão de Mark foi criticada por democratas, o presidenciável Joe Biden, por meio de um assessor, pediu a censura de uma propaganda dita como conspiratória e não teve resposta positiva do Facebook:

“É inaceitável que qualquer empresa de mídia social permita conscientemente que material deliberadamente enganoso corrompa sua plataforma”, disse o secretário de Biden.

A máquina de fazer dinheiro do Facebook não para, a empresa bateu recorde de receitas, fechando o último trimestre com um crescimento de 29% , totalizando US$ 17,7 bilhões.

“Em uma democracia, não acho certo que empresas privadas censurem políticos ou as notícias” , disse Mark.