Stablecoins, como o nome sugere, se diferem das criptomoedas voláteis por manter um preço de mercado estável. Como foram projetadas desde o início para oferecer estabilidade, as stablecoins visam proteger os investidores de variações imprevisíveis de preços. Ao usar criptomoedas voláteis para pagar por bens e serviços, você pode acabar pagando mais ou perdendo seu investimento quando o preço se valorizar subitamente depois.

As stablecoins usaram vários métodos para enfrentar o problema da volatilidade dos preços. A tática mais comum é vincular o valor da moeda ao de uma moeda fiduciária, como é o caso do Tether (USDT). Outra abordagem controversa e altamente discutida foi feita pelo Facebook com seu projeto de criptomoeda Libra, que deveria estar ligado a uma cesta de títulos governamentais de curto prazo e depósitos bancários em moedas fiduciárias estáveis.

A abordagem mais recente para fornecer estabilidade às criptomoedas é usar commodities que são excelentes reservas de valor, como o ouro. Uma nova stablecoin que usa ouro para respaldar seu valor é a Gold Secured Currency (GSX). Mas houveram muitas criptos lastreadas em ouro que falharam e, portanto, o projeto decidiu que era necessário mais para tornar a moeda um investimento seguro e lucrativo, capaz de suportar a pressão do mercado.

Além da estabilidade da criptomoeda, a GSX também aplica um sistema de recompensa baseado em dividendos, que fornece lucros anuais aos detentores.

Com base em um blockchain altamente estável que usa o Database Sharding, o GSX faz uso total dos recursos aprimorados de seu nativo Apollo Blockchain.

A empresa que criou o blockchain e a GSX, Apollo Fintech, comprou mais de 3.000 acres com minas de platina e ouro. A Apollo também é a primeira empresa a desenvolver e distribuir uma plataforma que permite às nações criar e emitir seu próprio stablecoin, apoiado pelo governo.

Metade do ouro produzido nas minas lastreia o valor das moedas GSX, enquanto o restante é usado para pagar aos detentores em dividendos anuais.

Para garantir que o GSX seja um criptoativo completamente estável, ele também é apoiado pelas minas, terrenos e refinarias da empresa Apollo.

Na maioria das stablecoins, o criptoativo é lastreado na proporção de 1:1. Por exemplo, um Tether é um dólar americano. Não há possibilidade de a moeda aumentar ao longo do tempo, como acontece com outras criptos. Mas o GSX é a primeira stablecoin que aumenta constantemente em valor. Isso ocorre porque a empresa investirá em mais terrenos com ouro, abrirá uma refinaria e aumentará as reservas de ouro apoiando as moedas.

Como trader, a compra de uma nova criptomoeda traz um risco, pois o preço pode cair repentinamente. Mas se o preço permanecer constante, não haverá lucro a ser obtido. Como a GSX mantém o aspecto de valorização de uma cripto e a estabilidade de uma stablecoin, os investidores podem tirar proveito do melhor dos dois mundos.

Além disso, a criptomoeda lastreada em ouro recompensa seus detentores uma porcentagem de seus fundos por manter as moedas em suas carteiras por um ano.

Mas esses dividendos são mais do que apenas recompensas; eles também oferecem aos seus detentores direitos de propriedade sobre as minas da empresa, refinaria futura, terras e reservas de ouro.

O preço de um GSX será de 0,046 centavos de dólar. Com o tempo, o preço aumentará naturalmente à medida que mais ouro for adicionado às reservas e metade das moedas restantes da venda forem queimadas. Reduzir a oferta redirecionará o ouro para o restante das moedas no mercado e levará à apreciação dos preços.

Mesmo que o preço de muitas criptomoedas suba, os investidores têm problemas em trocar as criptomoedas novamente em moeda fiduciária. O GSX pode ser facilmente resgatado por seu valor em ouro, sem a necessidade de inscrições e procedimentos complicados de exchanges.

Embora sempre tenha havido questões sobre a veracidade dos fundos reservados para o apoio das stablecoins, a Apollo usa empresas de auditoria de terceiros para mostrar aos seus investidores que suas moedas GSX têm a quantidade adequada de ouro.

Estejam os investidores interessados em negociações de curto prazo ou em participação de longo prazo, a GSX é uma stablecoin lucrativa devido à sua estabilidade e aumento perpétuo de valor.


*O Cointimes não se responsabiliza ou indica qualquer investimento. Esse é um post patrocinado de terceiros e não uma análise do portal.