Breaking News  
Usuários de Bitcoin podem dobrar na União Europeia – Veja dados Mercado

Usuários de Bitcoin podem dobrar na União Europeia – Veja dados

Cerca de 25% dos europeus esperam adquirir criptomoedas em um momento futuro, aponta estudo de grande banco holandês.

Neto Guaraci
Neto Guaraci

A agência de pesquisas Ipsos fez um relatório para o banco holandês ING. Ela revelou como o Bitcoin é visto na União Europeia, Estados Unidos, Austrália e alguns outros países.

A pesquisa tinha intenção de entender como população destes países via o universo dos investimentos. Uma das questões levantadas pelos pesquisadores  foi “as criptomoedas serão mais comuns para o público?”. Os dados revelam informações interessantes sobre o mercado de bitcoins e criptomoedas.

14.828 pessoas participaram das pesquisas, dentro dos seguintes países:

países pesqusiados uso de bitcoin na união europeia

Países de baixa renda sabem mais sobre Bitcoin

Aquela história de que comprar bitcoins é apenas para ricos, propagada por economistas e deputados mal informados, parece não ser real. A pesquisa indicou que países como a Turquia, Romênia, Polônia têm uma população mais bem informada sobre bitcoin (que pelo menos já ouviu falar) do que a média europeia. 70 % dos turcos já ouviram falar sobre bitcoin, 77% dos polacos e 75% dos romenos também.

pesquisa já ouviu falar sobre criptomoedas

A diferença de idade parece não ter grande impacto sobre o conhecimento em criptomoedas, europeus entre 24-34 e 35-44 não necessariamente se distanciam de grupos etários mais velhos, não na pesquisa sobre se já ouviram falar ou não de criptos, cerca de 60% dos europeus com mais de 60 anos já ouviram falar de criptomoedas. Entretanto, aqueles que utilizam o smartphone para fazer transações bancárias têm mais chance de ter ouvido falar sobre criptomoedas.

Na grande parte dos casos, 11 dos 15 países pesquisados, sites especializados em material sobre criptomoedas são a fonte preferida quando os europeus estão fazendo escolhas com relação a investimentos no bitcoin. A segunda opção de conselho econômico vem de experts de instituições bancárias e empresas de investimentos.

Europeus querem criptomoedas

A quantidade de pessoas que tem alguma criptomoeda é de apenas 9%. Mais uma vez os países menos desenvolvidos saem na frente, a Turquia lidera o ranking com cerca de 18% da população com alguma criptomoeda em mãos, já Luxemburgo conta com apenas 4%.  Quem já utiliza serviços bancários via mobile tem também maiores chances de deter alguma criptomoeda (12%),  jovens adultos entre 25 e 34 anos (16%)  e homens (13%).

Os números indicam que menos que 1 em cada 10 europeus já adquiriram alguma criptomoeda.

% de europeus com criptomoedas

Grande potencial pela frente

Os resultados mostraram que há um potencial enorme ainda pela frente. 25% dos europeus pretendem adquirir alguma criptomoeda no futuro. Se na Europa, que é uma das regiões mais avançadas do mundo, a adoção ainda não atingiu sua plenitude, em outros continentes o potencial pode ser ainda maior.

Além disso, 35% dos europeus concordam que Bitcoin seja o futuro do sistema de pagamentos online. Uma porcentagem parecida (32%) dos respondentes acredita que criptomoedas sejam o futuro dos investimentos.

É importante ressaltar que esse estudo foi realizado em 2018, entre os meses de março e abril. Isso indica que apesar da queda na cotação de boa parte das criptomoedas de 2017 para cá, o otimismo com relação à tecnologia permanece.

investidores futuros de criptomoedas
Em média, cerca de 25% dos entrevistados esperam adquirir criptomoedas em um momento futuro. Destaque para Turquia (45%). – Fonte: ING International Survey Report – Cryptocurrency June 2018.

Os dados do relatório são extremamente positivos. Apontam que a longo prazo o mercado de criptomoedas ainda tem muito a crescer e a população começa a entender os benefícios trazidos por este mercado.

Entender a mente do cidadão destes países é ver como o Bitcoin tenderá a se desenvolver no futuro. Como vimos, apenas uma pequena parcela já adquiriu algum criptoativo, a entrada desses novos players poderia sugerir um possível ressurgimento das criptomoedas em um futuro próximo?

Esperamos que sim, mas até lá vale ficar de olho nas nossas notícias e informações de mercado, então não se esqueça de nos seguir no Facebook.

Minuto Cointimes #11 – Milionários ❤ Bitcoin, Bithumb hack e SEC x McAfee

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Sou estudante de Gestão de Negócios e Inovação na Fatec-Sebrae. Trabalho na Foxbit, ajudo na criação de conteúdo. Amo falar sobre criptomoedas, liberdade financeira e empreendedorismo. Se você também gosta, entre em contato. :)

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.