Cointimes
Criptomoedas

Venmo é o mais novo app a oferecer compra de Bitcoin para seus 70 milhões de usuários

Venmo adiciona criptomoedas

O aplicativo de pagamentos de propriedade do PayPal, Venmo, agora permite que seus mais de 70 milhões de usuários comprem, vendam e guardem criptomoedas.

Vários meses depois que sua empresa-mãe implementou as compras de criptomoedas, a Venmo fez o mesmo para sua base de cerca de 70 milhões de usuários. Seguindo os passos do PayPal, a empresa adicionou suporte para quatro moedas digitais – Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Litecoin (LTC) e Bitcoin Cash (BCH).

De acordo com um comunicado de imprensa de hoje (20/04), o serviço de pagamento móvel com sede em Nova York é o último grande nome a adicionar serviços de criptomoeda para seus clientes.

A declaração afirma que os clientes também podem ver as tendências atuais dos criptoativos, além de acessar guias e vídeos no aplicativo para se informarem sobre as criptomoedas. Ao concluir as transações, os usuários podem compartilhar seus marcos com amigos por meio do feed do Venmo.

A atualização veio depois que a empresa fez uma pesquisa com seu cliente sobre suas opiniões sobre os ativos digitais. Os resultados foram bem conclusivos, pois quase metade já havia começado a investir nesses ativos por meio de outras plataformas.

“’Crypto on Venmo’ é uma nova maneira para a comunidade Venmo começar a explorar o mundo das criptos, dentro do ambiente Venmo no qual eles confiam e contam como um componente chave de suas vidas financeiras diárias.” – comentou Darrel Esch, VP da Venmo.

A Crypto on Venmo surgiu de uma parceria com o fornecedor regulamentado de produtos de ativos digitais Paxos Trust Company.

Conforme relatado pelo Cointimes, o PayPal anda a passos largos neste novo mercado e já permitiu que qualquer usuário da plataforma fizesse compras com criptomoedas em qualquer lojista que aceite PayPal, e inclusive o CEO Daniel Schulman já testou o serviço. Schulman também projetou um volume mensal de até US$ 200 milhões em poucos meses, indicando que a demanda está fortíssima nesse setor.

Veja também: Revista TIME agora aceita Bitcoin e outras criptomoedas como pagamento

Posts relacionados

Mercado brasileiro de criptomoedas “quer dormir com o regulador”, diz grande empresário

Neto Guaraci
19 de janeiro de 2022

Quase metade dos cingapurianos possui criptomoedas, revela pesquisa

Gustavo Marinho
26 de julho de 2021

Ripple acredita que vai ganhar caso da SEC por volta de setembro, diz advogado

Gustavo Marinho
7 de março de 2022
Sair da versão mobile