Breaking News  
Minuto Cointimes #10 – Bitcoin Proibido, Banco Central, USDT e SEC

Minuto Cointimes #10 – Bitcoin Proibido, Banco Central, USDT e SEC

Neto Guaraci
Neto Guaraci

No Minuto Cointimes de hoje vamos te atualizar sobre o cenário de criptomoedas, o que rolou de mais importante para você não ficar de fora do bloco.

No maior evento bancário, bitcoin é proibido

bitcoin fora da ciab

No maior evento sobre tecnologia do mercado financeiro brasileiro, o Ciab, que ocorreu entre os dias 12 e 14 de junho o Bitcoin ficou de fora. Pelo menos uma empresa de bitcoin foi proibida de participar do evento.

O temor sobre bitcoin fica claro nas palavras do presidente do maior banco do Brasil. Candido Bracher, disse à valor que o bitcoin é algo “excêntrico e arriscado” e que “não terá impacto no curto prazo”.

Vale lembrar que a subsidiária do Itaú no Chile fechou a conta de todas as exchanges do país. Se é algo que não terá impacto, qual o motivo de tanta perseguição?

Banco Central começa a utilizar blockchain

banco central usando blockchain
Fonte: https://www.flickr.com/photos/bancocentralbr/

Em nota do dia 11/04, o Banco Central do Brasil (BC) anunciou que os órgãos fiscalizadores do sistema financeiro nacional vão utilizar uma plataforma em blockchain para a troca de dados.

A plataforma se chama Pier (Plataforma de Informações das Entidades Reguladoras) e vai entrar em funcionamento no final deste mês.

A ideia é combater fraudes e dar mais transparência e segurança para os processos internos dessas instituições, que incluem a CVM, a Susep, o BC e a Previc. Cavalcante, chefe do departamento que construiu a solução explica os motivos para aplicar blockchain aos entes do sistema financeiro:

Os modelos de negócio tradicionais de troca de informações entre diversos órgãos pressupõem a existência de uma entidade centralizadora, que acaba exercendo operacionalmente uma certa hierarquia sobre as demais, o que muitas vezes não reflete a realidade. Além disso, o blockchain registra todos os dados de solicitação utilizando assinaturas criptográficas, de maneira que é possível afirmar a qualquer momento que os dados são de autoria da instituição que os registrou e que não foram manipulados por nenhuma outra entidade, mantendo a autenticidade das informações

É mais uma aplicação do blockchain para dar transparência ao setor público.

Veja o comunicado no site do BC.

Ethereum ajudando mulheres afegãs a programar

Mulheres usando bitcoin e ether
Fonte: https://twitter.com/gazelle_zaheer

A organização não governamental Code to Inspire (CTI), que ensina mulheres afegãs a programar, começou a aceitar Ether. Mais especificamente, fizeram uma parceria com a rede de recompensas da fundação Ethereum. Dessa forma, as programadoras podem ganhar ether se acharem um bug ou fizerem alguma missão.

Isso parece uma parceria simples e trivial, porém a situação dos direitos das mulheres no país Árabe não é das melhores, além de ensinar a desenvolver código, a iniciativa ajuda na independência financeira e na inclusão dentro de uma comunidade global.

Fereshteh Forough, fundador da CTI, acredita que “elas vão mudar o futuro do Afeganistão, o país delas, apenas acessando este conhecimento do século XXI”.

Nós esperamos que esse tipo de iniciativa seja cada vez mais incentivada no mundo das criptomoedas.  O Blockchain não apenas diminui taxas, mas quebra barreiras e preconceitos.

Saiba mais sobre a iniciativa no site da instituição.

Brasileiro está arriscando mais

brasileiro vendo investimentos no tabelet

Segundo matéria do jornal Valor do dia 14 de junho, os investidores brasileiros mais jovens, na faixa etária de 25 até 34 anos, estão mais propensos a investir em aplicações arriscadas se comparados a faixas etárias maiores.

É isso que diz a pesquisa feita pela empresa gestora de investimentos Templeton. Além do ambiente macroecnomico, com SELIC em 6,5%, inflação controlada, as fintechs também parecem influenciar nessa cenário de diversificação de ativos. Os mais jovens têm como principal fonte de informações os aplicativos, mostrando uma mudança de paradigma para a geração anterior que via o gerente do banco como principal advisor.

Tether foi responsável pelo aumento de preço do Bitcoin? Pesquisa diz que sim

moeda tether manipulando o preço

Tether é uma moeda que utiliza o blockchain da Litecoin e do Bitcoin para digitalizar tokens que representam dólares.

Um estudo da Universidade do Texas sugere que o Tether foi usado para “dar suporte e manipular o preço das criptomoedas” no final do ano de 2017. Isso coloca em dúvida se o preço do bitcoin foi causado pela alta procura do mercado ou se foi uma simples manipulação.

Há dúvidas quanto ao estudo, mas o fato é que o token nunca foi auditado, isso significa que não sabemos se eles têm lastro em dólares ou não.

Veja mais detalhes sobre o que pode ter ocorrido.

Tether ajudou a alavancar preço de criptomoedas

 Especialista da SEC diz que o bitcoin não é valor mobiliário

William Hinman, especialista da SEC em criptomoedas e oferta inicial de moedas (ICOs), declarou hoje (14/06) que o Bitcoin e o Ether não são valores mobiliários. Segundo Hinman, algumas ICOs são consideradas valores mobiliários e estarão sob o controle regulatório do SEC e das leis de títulos relevantes.

Hinman disse que a principal questão para determinar se as criptomoedas e ICOs são valores mobiliários era a expectativa de um retorno de um terceiro. Especificamente se há uma pessoa ou grupo que patrocina a criação e venda do ativo.

Depois dessa declaração de Hinman, livrando o Ether e o Bitcoin da categoria de “securities”, o mercado reagiu muito bem. Até a manhã de hoje (14/06), o mercado estava em uma grande tendência de baixa, que foi revertida logo após o anúncio do oficial da SEC.

Veja mais detalhes no post do Cointimes sobre a situação

Bitcoin e Ether não são valores mobiliários, declara especialista do SEC

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Sou estudante de Gestão de Negócios e Inovação na Fatec-Sebrae. Trabalho na Foxbit, ajudo na criação de conteúdo. Amo falar sobre criptomoedas, liberdade financeira e empreendedorismo. Se você também gosta, entre em contato. :)

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.