Cointimes
Bitcoin

Zcash, suspeitas de backdoor aumentam

backdoor zcash

Fort Meade, UNITED STATES: A computer workstation bears the National Security Agency (NSA) logo inside the Threat Operations Center inside the Washington suburb of Fort Meade, Maryland, intelligence gathering operation 25 January 2006 after US President George W. Bush delivered a speech behind closed doors and met with employees in advance of Senate hearings on the much-criticized domestic surveillance. AFP PHOTO/Paul J. RICHARDS (Photo credit should read PAUL J. RICHARDS/AFP/Getty Images)

A criptomoeda Zcash foi criada com a ideia de usar propriedades criptográficas para permitir a privacidade de seus usuários, mas parece que isso está para mudar.

https://cointimes.com.br/o-que-e-zcash/

Como já explicamos no post acima, a Zcash mantém sua privacidade opcional. Como a maior parte das pessoas não utiliza a opção de privacidade, aqueles que usam ficam mais vulneráveis a diversos tipos de ataque.

“A Chainalysis se alimenta no fato de que ninguém usa as ferramentas de privacidade do Zcash, e aqueles que usam fazem isso de uma maneira muito óbvia” – disse o criador da criptomoeda Monero, Ricardo Spagni.

A empresa Chainalysis é conhecida por analisar criptomoedas e repassar esses dados para governos e grandes corporações.

Vídeo polêmico

Mas essa discussão sobre a existência de um backdoor só surgiu após um vídeo do desenvolvedor Charles Hoskinson. Nele é afirmado que os desenvolvedores da Zcash estão conversando sobre a criação de um backdoor.

Voltando para o lado da privacidade das coisas, eu penso que isso é um direito humano. Mas você precisa entender isso com mais nuance do que ‘É completamente transparente?’ ou ‘Isso é completamente privado?’ Você precisa falar sobre backdoors auditáveis. Da habilidade de compartilhar e vazar a privacidade das pessoas que você deseja. E o ZCash está fazendo parte dessas conversas

De fato, o próprio criador do Zcash, Zooko Wilcox, já se pronunciou e foi a favor da criação de um backdoor para as forças policiais.

E a propósito, acho que podemos fazer com que o Zcash seja rastreável para os criminosos como WannaCry, mas ainda sim totalmente privado e fungível...”

Criador da criptomoeda quer backdoor

Zooko Wilcox-O’Hearn

Se você acredita que isso é algo positivo, pois pegaria criminosos e terroristas, pense que a definição para terrorismo depende de cada governo. Edward Snowden e Julian Assange são tratados como terroristas pelos Estados Unidos.

Não posso esperar pela China adicionar um backdoor auditável para o Zcash e encorajar sua adoção. Melhor maneira de lidar com dissidentes” – disse Ricardo Spagni.

“É mais provável que há falhas que o governo sabe, mas não nós” – Peter Todd

Alguns usuários nas redes sociais apontaram que o código do Zcash é aberto e até agora não foram encontrados backdoors escondidos. Respondendo a esses usuários um dos desenvolvedores do Bitcoin apontou:

O Zcash é suficientemente complexo e avançado a ponto de que apenas poucas pessoas no mundo consigam fazer um review dele efetivamente. Então não tenha certeza de que por ser open source vai se achar um backdoor.

É mais provável que há falhas que o governo sabe, mas não nós” – disse Peter Todd em um tweet.

E o desenvolvedor do Bitcoin tem toda razão, nos últimos meses ficamos sabendo que o Zcash teve uma falha escondida pela equipe de desenvolvimento por 8 meses.

https://cointimes.com.br/zcash-ficou-8-meses-vulneravel-a-ataque-que-permitia-criacao-de-novas-moedas/

Apesar de todas essas discussões nenhum backdoor foi encontrado no código do Zcash, como diria Carl Sagan “alegações extraordinárias exigem provas extraordinárias“.

Entretanto, só por saber que a equipe de desenvolvimento continua discutindo sobre a criação de um backdoor para o governo, e, que o próprio criador e principal desenvolvedor é a favor da ideia, mostram que o Zcash não é a melhor opção para privacidade e anonimato.

https://cointimes.com.br/slayer-aceita-monero/

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Sair da versão mobile