Coingoback

O preço à vista do ouro está em uma alta recorde após atingir US$ 1.800. O ouro alcançou esse nível pela última vez em setembro de 2011 – cerca de um mês após a Standard & Poor’s (S&P) cortar pela primeira vez o rating de crédito AAA dos Estados Unidos.

Na época, a afirmação de que haveria um aumento considerável no risco dos Estados Unidos não conseguir pagar todas as suas dívidas foi muito impactante.

Ouro agora sendo negociado em recorde de 9 anos. Fonte: TradingView.

A um preço de US$ 1.810, atualmente o ouro está cerca de 6% abaixo de sua máxima histórica. Isso representa um salto de mais de 2% em relação à baixa de terça-feira.

Aqui estão três razões pelas quais o metal amarelo está se recuperando à medida que o sentimento do investidor piora.

1. Preocupações crescentes com a recuperação econômica

Um ressurgimento de casos de coronavírus está levantando preocupações de que a recuperação econômica dos EUA pare prematuramente. Os presidentes dos Feds de Cleveland e Atlanta alertaram que o crescimento econômico está desacelerando.

O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, alertou no início desta semana que a atividade econômica está se estabilizando. Segundo Bostic, isso poderia tornar a recuperação econômica “um pouco mais instável” no futuro próximo.

A presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, também vê a atividade econômica desacelerando. Ela atribuiu isso ao aumento de casos em todo o país.

Wall Street também está preocupada com a economia. No início desta semana, o Goldman Sachs projetou que a economia dos EUA contrairia quase 5% este ano. Enquanto isso o Banco Mundial espera que o PIB global contraia 5,2% este ano.

Os temores de uma economia em desaceleração estão forçando os investidores a proteger suas apostas com ouro. Isso ocorre especialmente quando o sentimento do investidor piora e os avisos de uma retração do mercado de ações aumentam.

2. Degradação da moeda fiduciária é bom para o ouro

Medidas de estímulo e injeção de dinheiro em todo o mundo estão criando o ambiente perfeito para uma alta do preço do ouro.

Em todo o mundo, os governos estão investindo dinheiro nas economias para estimular uma recuperação.

Nos EUA, a Lei CARES injetou US$ 2 trilhões na economia. Outros US$ 3 trilhões sob a Lei HEROES estão em andamento.

Outras grandes economias estão planejando ou já lançaram medidas semelhantes. Os gastos totais do Japão para combater as conseqüências econômicas da pandemia agora são de US$ 2,18 trilhões. No Brasil, o rombo fiscal deve chegar a R$ 600 bilhões nas contas públicas.

Enquanto isso, os líderes da UE se reunirão no final deste mês para negociar um orçamento de longo prazo de US$ 2,07 trilhões e um pacote de resgate econômico para o bloco. Ativos com escassez real, como o ouro e o Bitcoin, tendem a ser beneficiados com movimentos como esses.

Leia também: e se o Bitcoin ganhasse parcela de mercado do ouro?

3. Touros desesperados por ouro

O rally do ouro está completamente alinhado às expectativas e previsões de Wall Street. No mês passado, por exemplo, o Goldman Sachs previu que o ouro chegaria a US$1.800 em três meses. Bom, eles erraram apenas pela data, pois o ouro atingiu esse valor agora!

Goldman também espera que o metal atinja US$1900 em 6 meses e US$2.000 em 12 meses.

Enquanto isso, o JP Morgan Chase (aquele mesmo que desprezou o Bitcoin e depois comprou milhares) recomendou que os investidores continuem com ouro, devido aos baixos rendimentos de renda fixa e riscos elevados.

Como resultado das calls e riscos do mercado o ouro tem performado muito bem e as apostas positivas para o futuro do precioso metal cresceram pela terceira semana seguida, de acordo com dados da CFTC.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!