A corretora de criptomoedas 3xBit anunciou que irá parcelar o pagamento do leasing de aproximadamente 1.184 bitcoins (39 milhões na cotação Foxbit) até fevereiro de 2020, os investidores ficaram preocupados.

Entenda o que aconteceu.

O leasing da 3xBit

O leasing é uma espécie de contrato de locação, no qual a empresa que pega emprestado geralmente promete pagar juros em cima do valor e devolvê-lo em uma data determinada.

A 3xBit fez um contrato de leasing com vários investidores, os termos e o contrato foram vazados e estão disponíveis na íntegra abaixo:

Contrato de Leasing 3xBit

No dia 16 de setembro, o Cointimes recebeu um vazamento do comunicado da 3xBit para seus investidores. Nele era anunciado o fim do contrato devido a decisão da CVM sobre ofertas de títulos públicos com criptoativos:

COMUNICADO 004/2019Considerando a determinação publicada em veículos de comunicação e referenciando a posição da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) conforme veiculado em 10 de setembro de 2019, restou posicionada a referida Comissão que empresas que operam com criptoativos devam possuir autorização da autarquia para desempenhar suas atividades.

Neste sentido, e para não ocorrerem prejuízos maiores para empresa e tão pouco para seus clientes, resolvemos por requerer a devida regularização documental dos clientes junto afetos a modalidade Leasing.Para tanto se faz necessário que o titular da conta, promova o KYC – “ Know Your Client ” (Conheça seu Cliente) a fim de identificar e cumprir com as determinações legais, devendo portanto apresentar os seguintes documentos:1-) PDF de documento próprio (CNH ou RG) com menos de 5 (cinco) anos de sua expedição, cópia simples – frente e verso do documento.2-) PDF de comprovante de residência não superior a três meses, Cópia simples – preferencia em nome do titular da conta.2-) Encaminhar fotografia (self) com o mesmo documento indicado no item “1”, devendo estar nítido tanto o rosto do titular quanto o próprio documento (legível para a verificação).3-) Confecção de termo de próprio punho indicando/descrevendo os dados pessoais (qualificação completa) e esclarecendo a origem do criptoativo aportado na origem da contratação (onde foi adquirido e em que data) devendo este Termo possuir o devido reconhecimento de firma por cartório.

Aproveitamos, esclarecer que de acordo com a Cláusula 5.2 do contrato de Locação estabelecido entre as partes e diante da regulamentação imposta, fica claro representar novidade que interfere diretamente no modelo de negócio.

Por se tratar de caso fortuito, a empresa dentro de sua prerrogativa legal esboça seu entendimento no sentido de adotar os seguintes posicionamentos:Para aqueles contratantes, cuja aprovação no compliance restar concluída e que possuírem 1(uma) unidade inteira de criptoativo da espécie Bitcoin (BTC) ou quantidade menor de sua titularidade, a empresa promovera a rescisão contratual com a respectiva devolução do ativo posto em Locação.

Tal entrega se dará na data de 10 de outubro de 2019.Para aqueles que possuírem quantidade superior a 1.00000000 Bitcoins (BTC), além de encaminhar os documentos necessários ao KYC, assim que concluídos, a empresa entrará em contato individualmente para promover a rescisão contratual com a devida devolução até dia 30 de setembro de 2019.

Salientamos que as devoluções serão realizadas em carteiras do titular em suas contas da THREEXBIT S/A.Esclarecemos, ainda, que a documentação deverá ser encaminhada para o endereço eletrônico [email protected] aos cuidados da Diretoria Jurídica/Compliance.Outras questões relacionadas a este tema, poderão ser esclarecidas pelo no próprio endereço eletrônico com prazo de resposta de 24 (vinte e quatro) horas.

Link da Matéria – Valor Econômico: https://www.valor.com.br/financas/6427977/cvm-abre-pelo-menos-8-processos-relacionados-criptomoedas

Cláusula5.2. – As partes se declaram cientes que o Ativo Digital locado não possui atualmente regulamentação governamental, sendo que hoje se encontra em condições legais de uso. Eventual regulamentação e ou tributação destes Ativos Digitais deverão ser suportados exclusivamente pelo LOCADOR (A).Entendendo ser de nossa obrigação a proteção de nossos clientes, nos colocamos a disposição para maiores e melhores esclarecimentos que se façam necessários.

Campinas, 10 de setembro de 2019.Cordialmente;Conselho de Administração.

“É algum tipo de piada?”

No suposto comunicado acima, a empresa alega que o pagamento será feito até o dia 10 de outubro:

Tal entrega se dará na data de 10 de outubro de 2019.

Entretanto, no dia 30 de setembro alguns usuários começaram a receber e-mails com outros prazos. O que gerou preocupação dentro de grupos no Telegram da exchange:

3xBit prazo
Usuário do Telegram reclamando do prazo da 3xBit

Entramos em contato com a corretora que confirmou os novos prazos e reafirmou o motivo para o encerramento do leasing:

Houve um projeto experimental de leasing feito com alguns clientes, que era realizado apenas sob consulta. Após a manifestação pública da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), por meio do Memorando 93, que determinou a suspensão de um produto de investimento coletivo de outra empresa do mercado, a 3XBIT se antecipou e, para não causar nenhum prejuízo a seus usuários e à companhia, optou por encerrar o projeto.

Porém, como são aplicações o desligamento está sendo feito aos poucos, com a continuidade de prestação do serviço até o dia do encerramento, com o saque pelo cliente, seguindo o cronograma de desembolso.

Cronograma:

Até 2.00000000 bitcoins: de 14 e 18 de outubro.
de 2 a 5: de 18 e 22 de novembro
de 5 a 20: de 06 e 10 de janeiro de 2020
Acima de 20: de 10 e 14 de fevereiro de 2020

3xBit investiu na Atlas?

A 3xBit tem sofrido problemas de saques no último mês, eles coincidiram com o agravamento da crise na Atlas Quantum. Isso e o fato das duas empresas participaram da associação ABCB gerou suspeitas sobre um possível investimento da 3xBit no Atlas.

Sobre estas suspeitas, deixamos a situação mais clara na matéria A 3xBit investiu na Atlas Quantum?

Esperamos que a 3xBit consiga honrar com seus compromissos e pagar seus investidores. Nós continuaremos acompanhando o caso e trazendo mais vazamentos. Fique de olho nas nossas redes sociais – Facebook, Twitter e Instagram.