Ontem, dia 27/08/18, ocorreu o 5º fórum Liberdade e Democracia, realização do Instituto Formação de Líderes em parceria com o Grupo Jovem Pan. O evento ocorreu no Hotel Unique, em São Paulo, e tinha como objetivo levantar discussões a respeito do cenário político e econômico atual brasileiro, além da opinião de empreendedores de sucesso sobre o tema.
A proposta do evento era abrir com um debate dos presidenciáveis, mas que acabou não ocorrendo devido à desistência dos políticos. No entanto, os empreendedores que haviam se comprometido com a organização do Fórum, compareceu e mostrou mais uma vez que o brasileiro é um forte, principalmente o empresário. São pessoas que buscam o sucesso apesar dos políticos. E isso ficou muito claro durante todos os painéis.
Como costume dos eventos do IFL, a Foxbit era um dos patrocinadores do Fórum, e o Cointimes também estava por lá, fazendo a cobertura dos painéis.

5º Fórum Liberdade e Democracia

O primeiro painel contou com a presença de David Vélez (fundador e CEO do Nubank), Eduardo Mufarej (fundador do RenovaBR) e Adriano Gianturco (professor de Ciência Política no IBMEC-MG e escritor). O título do painel foi “As armadilhas de empreender no Brasil”.
Vélez começou contando um pouco da história de como resolveu fundar o NuBank e como o setor bancário brasileiro era tido como “intocável” por profissionais com quem ele havia se consultado antes de decidir fundar a empresa. Adriano Gianturco e Eduardo Mufarej destacaram a mudança de realidade para o empreendedor brasileiro diante de uma taxa de juros menor (na faixa de 1 dígito).
As lições que ficaram é que, para buscar o mesmo rendimento, o investidor brasileiro agora precisa tomar mais risco, um termo que muita gente ainda não é acostumado. Já para o empreendedor, essa realidade é mais favorável, já que é possível tomar empréstimos mais baratos.

Após o fim do primeiro painel, foi a vez de Peter Thiel (Co-fundador do PayPal) subir ao palco. Sendo entrevistado por David Vélez, o bilionário alemão contou um pouco de sua experiência ao empreender “contra os  grandes bancos” em 1998, compartilhando tanto seus desafios quanto tentativas de realizar parcerias – “estávamos constantemente em mudança, então eles não sabiam por onde nos atacar”, foi a resposta de Thiel quando questionado a respeito do ataque dos grandes bancos ao PayPal.
Peter Thiel, mas uma vez, reforçou seu posicionamento pró-criptomoedas. Publicamente assumido como libertário, ele destacou o importante papel das criptomoedas em criar um novo sistema financeiro e descentralizar o poder.

O segundo painel do evento teve um foco mais político. Mediado por William Waack, o tema foi “Perspectivas para o Brasil”. Nesta discussão participaram grandes nomes da economia brasileira: Maílson da Nóbrega (Ex-ministro da Fazenda), Elena Landau (Economista) e José Olympio Pereira (CEO do Credit Suisse Brasil).
As discussões tiveram um foco mais político e circularam muito a respeito das eleições 2018 e as perspectivas de como estará o ambiente de negócios do país a partir de 2019.

O terceiro e último painel do evento teve como tema o “Empreendedorismo além da política”. Flávio Augusto (Fundador da Wise Up e dono do Orlando City), Alberto Saraiva (Dono do grupo Habib’s) e Yaron Brook (Presidente do Ayn Rand Institute) participaram do quadro final do evento.
Flávio e Alberto compartilharam experiências do início de suas carreiras como empreendedores, e como o cenário político e econômico afeta seus negócios. Yaron Brook dissertou sobre como os valores éticos são distorcidos em nossa sociedade – valoriza-se o sofrimento e demoniza-se a busca pelo sucesso e lucro.

Este tipo de conteúdo é relevante para você ou alguma pessoa que você conhece? Se for, siga e compartilhe a página do Cointimes e se mantenha sempre atualizado no mercado – FacebookTwitterInstagram.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br