Hoje, dia 22 de maio de 2018, o mundo crypto está comemorando o “Dia da Pizza”.
Neste mesmo dia, há 8 anos, o programador Laszlo Hanyecz comprou 2 pizzas pelo valor de Ƀ10.000, ou seja, cada pizza custou o valor de Ƀ5.000 (Cinco MIL Bitcoins).

Aí vem o erro mais comum do mundo, transformar valores de Bitcoin para Reais ou, mais comumente, em Dólares.

Para ilustrar o erro vou contar sobre duas viagens que fiz para Orlando, na Flórida.
Em 2013, há 5 anos atrás, eu viajei para conhecer os parques da Disney e fazer compras.
Pouco antes de viajar, exatamente no dia 15 de Abril de 2013, comprei dólares ao valor de R$1,99 (com IOF).
Chegando em Orlando comprei uma garrafa de água de 600ml no aeroporto por $2.12 (com impostos). Se convertermos minha compra para Reais, essa garrafa de água custou R$4,21.
Viajei para Miami/Orlando novamente esse ano, e voltei para o Brasil no dia 11 de Abril. No aeroporto de Orlando comprei uma garrafa de 600ml de água e dessa vez paguei $2,78 (com impostos).
Antes de fazer a conversão vale lembrar que viajei em uma péssima época para comprar dólares, já que o valor tem aumentado diariamente. Comprei dólares à uma média de R$3.54 (com IOF) entre os dias 21 de Março e 23 de Abril de 2018.
Se fizermos a conversão para Reais, dessa vez eu paguei R$9.84 numa garrafa de água.

A pergunta é: Quanto eu paguei na garrafa de água em 2013?

E a resposta, claro, só pode ser uma: Eu paguei $2.12 na garrafa de água!
*pra quem prefere o valor em Reais, eu paguei R$4,21 na garrafa de água*
Eu não paguei R$7,50 na garrafa de água só porque hoje o Dólar custa mais caro do que quando eu viajei pela primeira vez em 2013.

A conta que realmente importa é que a garrafa de água no aeroporto de Orlando teve um aumento de 30% no preço em 5 anos, ou seja, sofreu uma inflação de 5,57% ao ano.
Se eu fizer a conta em Reais, a inflação anual, ou seja, a queda do poder de compra do Real no aeroporto de Orlando na Flórida foi de 118,5% (sim, ao ano)!

Agora vamos ao que interessa: Quantos Bitcoins custou uma pizza em 22 de Maio de 2013?

E claro, a resposta só pode ser uma: Uma pizza custou Ƀ5.000.
*pra quem prefere o valor em Reais, uma pizza custou R$23,38 (ou $12.50)*
A pizza não custou R$155.000.000,00 (Cento e Cinquenta e Cinco MILHÕES de Reais) ou nem mesmo $41,135,000.00 (Quarenta e Um MILHOES, Cento e Trinta e Cinco Mil Dólares).

Agora vamos falar novamente de inflação.
Uma pizza no Pappa John’s custava $12.50 em 22 de Maio de 2010 e hoje custa $15, o que representa um aumento de 20% em 8 anos e uma inflação de 2,31% ao ano.
Se fizermos a conta em Bitcoins, o preço da pizza teve uma diminuição de 2.742,34%, ou seja, uma deflação de 478.41% ao ano já que hoje a mesma pizza custaria apenas Ƀ0.01823264.

Deflação no Bitcoin

O Bitcoin é uma moeda considerada deflacionária, isso significa que, ao invés de ao longo do tempo você ter um poder de compra menor do que tinha antes (como demonstrado nas contas acima com o Real ou o Dólar), você na verdade tem um poder de compra MAIOR do que tinha inicialmente.

Isso se dá graças à Base Monetária com limite de emissão definida pelo Bitcoin.
O máximo de moedas disponíveis, a serem geradas até aproximadamente 2148, é de 21 milhões de unidades. Além disso a cada 4 anos (aproximadamente) a quantidade de moedas emitidas é cortada pela metade, ou seja, durante os primeiros 4 anos (entre 2009 e 2013) foram emitidos 10,5 milhões de Bitcoins, nos próximos 4 anos (entre 2013 e 2016) foram emitidos 5,25 milhões de Bitcoins e entre 2016 e 2020 serão emitidos 2,625 milhões de unidades. Este corte, conhecido como Halving vai continuar até que não seja mais possível emitir a moeda.

O fato de ter cada vez menos moedas novas entrando no mercado faz com que seu valor aumente dada a manutenção ou até mesmo o aumento da procura por moedas.

Prova disso é o calculo acima, que demonstra o aumento do poder de compra do Bitcoin. Em 2010 com Ƀ 5.000 era possível comprar uma pizza. Agora, 8 anos depois, em 22 de Maio de 2018, seria possível comprar 274.233 pizzas.

Temos que lembrar que Ƀ1 sempre vai valer Ƀ1 e que seu poder de compra tende a aumentar naturalmente graças ao limite de emissão de moedas.