Ações do Facebook em mergulho profundo

Ações do Facebook mergulharam 20% na última terça-feira, a maior rede social do mundo demonstra preocupação com a privacidade dos dados de seus usuários e as “fake news” na plataforma.

Ações do Facebook caíram 18% em um dia na Bovespa

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, disse que “irá continuar investimento pesado em segurança e privacidade”. No entanto, afirma ele “o custo desses investimentos pode afetar a nossa rentabilidade nos próximos trimestres“.

Os gastos vão subir cerca de 50% a 60% nesse ano por conta dos investimentos do Facebook em segurança dos dados, nova tecnologia e outras iniciativas, afirma o Chefe de Tecnologia David Wehner.

Expectativas não atingidas

Além disso, a companhia não cumpriu as expectativas de lucro dos investidores no segundo trimestre. A empresa também reportou um declínio no crescimento de usuários em mercados considerados importantes. Esse declínio está ligado ao vazamento de dados feito pela empresa Cambridge Analytica.

O Facebook apresentou um crescimento de 11% de contas ativas diariamente , alcançando 1,47 bilhão de usuários. Entretanto, a rede social não alcançou as expectativas. Os analistas estavam prevendo 1,49 bilhão de usuários ativos diariamente.

Além disso, o gigante da rede social também decepcionou os investidores em relação a expectativa de usuários ativos mensalmente. Os analistas esperavam 2,25 bilhões de usuários, o Facebook reportou 2,23 bilhões.

O Facebook também luta para expandir nos Estados Unidos e no Canadá, a base de usuários ativos mensalmente praticamente não apresentou variação, parando nos 241 milhões. Um agravante é o declínio de usuários ativos na Europa depois da implementação de uma regulação que visa privacidade de dados na região.

As expectativas dos investidores de Wall Street também não se cumpriu. O lucro apresentado foi US$13.23 bilhões de dólares, os investidores esperavam US$13.36 bilhões. A rentabilidade dos anúncios chegou a 91% do que era esperada pelos analistas.

Segunda queda significativa em 1 ano

Já é a segunda vez que as ações do Facebook apresentam uma queda significativa. A primeira foi justificada pelo vazamento de dados provocado pela empresa Cambridge Analytica. Enquanto isso, usuários ficam cada vez mais insatisfeitos com as políticas de segurança e revisão de conteúdo.

Gráfico das ações do facebook
Segunda queda significativa em um espaço de 3 meses. Fonte: Yahoo Finance

Enquanto isso, projetos de redes sociais descentralizadas começam a ganhar mais espaço na internet. Em comparação ao Facebook, elas oferecem mais segurança aos dados dos usuários, entretanto, baixa adesão ainda prejudica. Quer conhecer mais? Temos um post explicando detalhadamente as mais importantes.

https://cointimes.com.br/foi-censurado-nas-redes-sociais-temos-uma-solucao-para-voce/

Caso tenha gostado, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Se quiser continuar recebendo conteúdos como esse, favorite o Cointimes e ative as notificações clicando no notificações