• Disparada de preço do petróleo acentua risco de inflação alta;
  • Bitcoin segue negociado como ativo de risco e cai -10% em 7 dias

Nesta segunda-feira (07), as tensões políticas e militares entre a Rússia e a Otan continuam perturbando os mercados. Por trás da cortina de fumaça das bombas russas, está também o receio de uma inflação mais acentuada provocada pela disparada do preço do petróleo.

Confira no Resumo de Mercado de hoje que apesar de o BTC ser considerado um potencial refúgio contra a inflação, segue negociado como ativo de risco que sofre em períodos de instabilidade. Além disso, investidores seguem monitorando o noticiário sobre a Petrobras, que perdeu mais de R$ 34 bilhões de valor de mercado nos últimos dias.

Ranking de Criptomoedas - Fonte: Coingolive.com
Ranking de Criptomoedas – Fonte: Coingolive.com

 

Bitcoin perto de US$ 39.000

Os humores de mercado na semana passada foram bastante pessimistas para a principal criptomoeda depois que o BTC não conseguiu superar US$ 45.000. Nos dias que se seguiram, o ativo foi perdendo valor gradualmente antes de cair abaixo de US$ 40.000 na noite de sexta-feira.

A situação piorou durante o fim de semana, quando o bitcoin se consolidou em torno de US$ 39.000. Ele tentou sua sorte em US$ 40.000 no domingo, mas foi rapidamente interrompido pelos ursos.

Desde então, porém, os touros chegaram e voltaram a lutar. A partir de agora, o ativo está perto de US$ 39.000 após uma recuperação diária de quase 2%. 

Segundo o analista gráfico Damanick Dantes, da CoinDesk, o impulso de alta está diminuindo no gráfico diário, o que aponta para uma maior consolidação em torno do preço atual, com resistência (zona com muito interesse de venda) em US$ 45 mil.

Sua capitalização de mercado ainda está abaixo de US$ 750 bilhões, mas a dominância líquida sobre as altcoins é de 64,77%, o que indica sua preferência pelos investidores. 

Segundo Ben McMillan, diretor de investimentos da IDX Digital Assets, o Bitcoin já está “precificado com muitas más notícias” e “a guerra na Ucrânia certamente não ajudou”. Ele segue negociado como ativo de risco que sofre em períodos de instabilidade, mas como destacou o diretor de investimentos da IDX, a preferência recente dos investidores pelas duas maiores criptos por valor de mercado, Bitcoin e Ethereum, tem esclarecido o otimismo dos investidores. 

“Estamos em um período agora abaixo de US$ 40 mil, onde historicamente começamos a ver os compradores começando a aparecer”, disse ele. “A estrutura de alta está intacta.”, concluiu.

Enquanto isso, investidores seguem de olho em um decreto sobre criptomoedas que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deverá assinar em breve.

Disparada dos preços do petróleo e desaceleração do crescimento econômico

Na manhã desta terça-feira, os índices futuros dos EUA operam em leve alta, após o pior dia do S&P 500 desde outubro de 2020. 

Isso porque ontem o governo dos EUA considerou que um possível embargo internacional ao petróleo e gás russos deve ser visto “sob um prisma diferente” do restante das sanções adotadas até agora por Washington e seus aliados europeus contra Moscou. 

Jen Psaki quer olhar as importações de preço do petróleo e gás “sob um prisma diferente”
Jen Psaki quer olhar as importações de petróleo e gás “sob um prisma diferente”

A porta-voz da Casa Branca Jen Psaki, declarou, diante da relutância da Alemanha em proibir as importações de petróleo e gás russos que vai olhar para isso “sob um prisma diferente dos esforços coordenados anteriores”. 

Isso sugere que a Casa Branca pretende aumentar o poder de fogo das sanções contra a Rússia. Enquanto isso, investidores permanecem preocupados com a disparada dos preços do petróleo e a desaceleração do crescimento econômico em meio à invasão da Ucrânia pela Rússia. 

Consequentemente, o desempenho do Dow Jones Futuro (EUA) ficou em cerca de +0,26%; S&P 500 Futuro (EUA), +0,40%; e Nasdaq Futuro (EUA), +0,25%. 

No país do futebol, o presidente do Banco Central, Campos Neto, terá reunião fechada hoje, com Ciro Nogueira, Paulo Guedes e Bento Albuquerque, segundo agenda do BC. 

Os investidores brasileiros também seguem monitorando o noticiário sobre as ações da empresa estatal de petróleo, que perdeu na véspera mais de R$ 34 bilhões de valor de mercado em meio às notícias sobre mudanças na  política de preços em meio à disparada do petróleo. 

O Estadão divulgou ontem que o governo teria passado a discutir o congelamento temporário do preço de combustíveis pela Petrobras (PETR3 e PETR4), o que seria oneroso para a companhia e para os acionistas. 

Como é ano de eleição e de copa do mundo, as duas coisas parecem se misturar aqui no Brasil. Conforme informação divulgada inicialmente pelo jornal “O Globo”, o Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, é um dos indicados pelo governo Bolsonaro para comandar o conselho de administração da Petrobras.

Ethereum salta quase 2% em 24 horas

As altcoins também sofreram nos últimos dias, mas a maioria realizou ganhos hoje.

O Ether (ETH), por exemplo, saltou 1,99% em um dia e está perto de US$ 2.600. No entanto, a segunda maior criptomoeda ainda caiu mais que o Bitcoin em uma semana.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (+1,99%), Binance Coin (+2,49%), Ripple (-2,77%), Terra (+1,28%), Solana (+1,12%), Cardano (-1,16%),  Avalanche (-1,74%), Polkadot (+2,19%), Dogecoin (-0,92%) e Shiba Inu (+1,01%).

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto chegou a cerca de US$ 1,8 trilhões nesta terça-feira.


Acompanhe as notícias do mercado cripto nas redes | Telegram | Twitter | FacebookInstagram | do Cointimes e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br