Passfolio

O Alter, que já foi chamado de Alterbank, está encerrando atividades e dando um prazo de pouco mais de um mês para os usuários retirarem seus saldos tanto de reais quanto de bitcoin. A fintech foi comprada pela Méliuz há quase um ano, e agora os serviços terminam de se fundir.

O Alter ficou conhecido por seu cartão de crédito que oferecia de 0,5 a 1% de “criptoback”, um cashback em bitcoin (BTC) para cada compra. O serviço deveria ser usado em “crédito à vista”, pois não oferecia limite aos usuários. A fintech conseguiu mais de 110 mil usuários até julho de 2021, quando chamou atenção da Méliuz, que comprou a empresa por mais de R$ 25 milhões.

Uma fusão entre o “criptobanco” e a plataforma de cashback Méliuz já era esperada desde março deste ano, quando o conselho de administração da empresa de capital aberto aprovou a incorporação do Alter. Mas ela só foi anunciada recentemente, através da mudança no site oficial, disparos de emails para clientes e notificações no aplicativo.

reprodução/soualter
Site oficial do Alter.

Com isso, as operações regulares do Alter serão encerradas totalmente, conforme diz o site oficial, e os usuários devem correr para sacar seus saldos do aplicativo.

Prazo de retirada de reais e bitcoin

A partir do dia 28 de julho os saques de BTC e BRZ (stablecoin de real) estarão desligados, portanto os usuários devem retirar seus saldos antes disso (até 27 de julho às 23h59). Para retirar os reais (BRL) da conta, basta realizar um Pix para o seu banco ou outra conta de pagamentos.

alter email
Email do Alter aos clientes.

Já em relação ao bitcoin, existem pelo menos 3 formas de sacar o saldo. Primeiro, o Alter oferece a transferência sem taxa para a Méliuz, basta criar uma conta com os seus dados e solicitar a transferência no app do Alter. Segundo, há a possibilidade de envio de BTC para uma carteira de bitcoin externa, mas naturalmente essa transferência resulta em taxas.

Por último, o usuário pode vender os BTCs para real antes de enviar um Pix para outra conta e, se preferir, recomprar a criptomoeda em uma corretora de sua escolha ou de outra maneira.

Antes disso, no dia 7 de julho, os depósitos de bitcoin e BRZ param de funcionar e a função de comprar bitcoin é desativada. No dia 6 de agosto, finalmente, o Alter é oficialmente desligado e encerra suas atividades.

Leia mais:

Passfolio