Nesta terça-feira (15) o bitcoin (BTC) e a maioria das altcoins estão em alta. Para o analista de preço do bitcoin PlanB, a criptomoeda inevitavelmente disparará para US$ 100.000 até 2023. 

Confira no Resumo de Mercado de hoje também os esforços diplomáticos para aliviar as tensões políticas entre Rússia e Ucrânia que estão afetando os mercados. 

Ranking de Criptomoedas - Fonte: Coingolive.com
Ranking de Criptomoedas – Fonte: Coingolive.com 

US$ 100.000 até 2023?

Nas últimas 24 horas, o bitcoin começou a recuperar parte de seu terreno perdido e subiu acima de US$ 43.000 pela primeira vez em dias. Além disso, continuou subindo e até chegou a US$ 44.000 horas atrás.

A partir de agora, ainda não é possível recuperar esse nível de forma decisiva, mas o aumento diário de 4,6% significa que a capitalização de mercado do BTC está bem acima de US$ 800 bilhões.

Mesmo com recentes falhas na previsão e piora no cenário, o analista PlanB insiste no objetivo de US$ 100.000 para o Bitcoin. De acordo com o modelo S2F e de regressão logarítmica, o pseudônimo anônimo do Twitter tem previsões mais otimistas para o preço da criptomoeda. 

Ao mencionar o modelo S2F e a regressão logarítmica, o analista sugeriu que a criptomoeda atingirá um preço de seis dígitos até o final de 2023.

PlanB explicou que ele comparou o bitcoin a outros ativos como ouro, cuja relação estoque-fluxo fica em torno de 60, já que seu valor de mercado é de US$ 10 trilhões. 

Como tal, ele concluiu, “realmente me surpreenderia se o bitcoin tivesse um valor de mercado menor que o ouro após o próximo halving quando o BTC S2F 100+”. O próximo halving está programado para ocorrer no início de 2024.

Leia Mais: PlanB: Bitcoin vai cair 80% no próximo inverno cripto

Tensões geopolíticas na Ucrânia 

As ações subiram e as negociações de paraísos fiscais fracassaram na terça-feira em meio ao otimismo de que as tensões geopolíticas na Ucrânia podem estar diminuindo.

Os futuros do índice Stoxx 600 e dos EUA da Europa subiram depois que a Rússia anunciou o início de uma retirada de algumas forças após exercícios que levantaram o alarme dos EUA e da Europa sobre um possível ataque militar ao seu vizinho.

Os esforços diplomáticos continuam, com o chanceler alemão Olaf Scholz marcado para se encontrar com o presidente russo, Vladimir Putin, um dia após sua visita à Ucrânia.

Embora as autoridades dos EUA tenham alertado que uma invasão russa pode ser iminente, Moscou negou repetidamente que uma esteja planejada.

Putin e Bolsonaro já se encontraram anteriormente, em novembro de 2019

O presidente brasileiro desembarca nesta terça-feira (15) em Moscou e, na quarta (16), terá um encontro com o presidente russo, Vladimir Putin. Essa viagem é considerada como sendo de “alto risco” por diplomatas, pois pode impactar negativamente outros projetos do governo, principalmente no esforço que militares têm feito para alinhar o Brasil à Otan.

Os mercados foram abalados esta semana, quando a crise na Ucrânia atingiu seu nível mais urgente até agora, aumentando as preocupações existentes sobre a alta inflação e a retirada do estímulo pelo FED. 

Apesar de um cenário externo desafiador com várias bolsas ao redor do mundo recuando devido ao aumento da tensão entre Rússia e Ucrânia, o Ibovespa se sustentou positivamente impulsionado pela grande demanda estrangeira por ações brasileiras. A Bolsa de São Paulo fechou em alta de 0,29%, aos 113.899 pontos, após oscilar entre perdas e ganhos. O volume financeiro foi de R$ 25,8 bilhões.

Dólar (USDC) – R$ 5,22 (-0,75%)

Leia Mais: Bolsonaro, Rússia, Ucrânia, fertilizantes e criptomoedas

Altcoins 

A maioria das altcoins sofreu nos últimos dias, mas virou a página agora. Ethereum é um excelente exemplo. Ela caiu para US$ 2.800 depois de cair US$ 400 em dias. No entanto, a segunda maior criptomoeda subiu quase 8% em uma escala diária e está perto de US$ 3.100 a partir de agora.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (+8,21%), Binance Coin (+8,52%), Ripple (+5,33%), Cardano (+6,22%), Solana (+11,38%), Terra (-2,08%), Avalanche (+13,45%), Polkadot (+7,99%), Dogecoin (+4,09%), Shiba Inu (+6,10%) e Polygon (+10,60%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto ficou em cerca de US$ 2,07 trilhões nesta terça-feira.

Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br