A grande promessa de 1 BTC valendo mais de meio milhão de reais (US$ 100k), tão proferida no ano passado, ainda permanece em voga; segundo alguns analistas que continuam positivos sobre a cotação do bitcoin.

Leia mais: Qual será o próximo país a oficializar o Bitcoin como moeda corrente?

Enquanto o mercado demonstra indecisão, com uma leve tendência bearish, pela parte que se posiciona apostando contra o ativo, em short, outra ala segue defendendo a promessa de 1 BTC = US$ 100.000, tanto graficamente como com base nos fundamentos do Bitcoin.

Gráfico comparação posições long vs short (long 49,9% vs short 50,1%)
Fonte: Coinglass

Análise gráfica do BTC identifica padrão e traça alvo até o US$100k

Um analista com boa reputação no twitter – @SmartContracter (>200k seguidores) – compartilhou uma análise gráfica dizendo que:

“Eu acho que o #btc encontra um fundo entre agora e 37,5k e nos dá uma estrutura semelhante ao que vimos em 2019 apenas em uma escala de tempo maior, com uma corrida para 100k ainda na mesa para 2022, imo (na minha opinião).”

Ele também afirmou que após o alvo dos $100k, o Bitcoin deve entrar em “um território estendido de bear market como o de 2018”. Prevendo a chegada do verdadeiro inverno cripto que deverá continuar por um tempo prolongado de um mercado de baixa bem agressivo com reversão real da tendência de alta que estamos vendo desde 2020.

Gráficos comparando o padrão de 2019 com o atual, indicando possível alta.
Reprodução do tweet de @SmartContracter

No gráfico compartilhado pelo analista podemos ver a comparação do período de correção e lateralização que veio depois de uma leve alta em 2019, seguido de uma queda mais expressiva e, na sequência, uma alta ainda mais agressiva e vertical que a anterior, marcando o final do ciclo de halving, definindo topos e abrindo espaço para as quedas que antecederam nosso momento atual.

Análises fundamentalistas também traçam alvo em meio milhão de reais

Além de uma análise técnica baseada em histórico de preço e psicologia de mercado, o grande banco de investimentos – Goldman Sachs – também está positivo em relação ao preço do Bitcoin.

Mesmo não realizando nenhuma previsão de curto prazo para o preço, o banco analisa que alcançar a marca de meio milhão de reais – ou US$ 100.000 – é algo bem tangível para o BTC, considerado como o ouro digital.

Para isso, o ativo precisaria atingir uma maior adoção institucional. Inclusive ultrapassando a adoção do próprio ouro por instituições financeiras.

“Se a participação do bitcoin no mercado de reserva de valor fosse ‘hipoteticamente’ aumentar para 50% nos próximos cinco anos, seu preço aumentaria para pouco mais de US$ 100.000, para um retorno anual composto de 17% ou 18%.”

O gigante de Wall Street exibiu uma abordagem controversa em relação ao espaço de criptomoedas no decorrer dos anos. Mas esta visão parece estar mudando de forma positiva junto da evolução da indústria de ativos digitais.

Qual a sua opinião?

Você acha que o Bitcoin (BTC) pode atingir o valor de meio milhão de reais?

Este ano? Ou em um longo prazo?

Comente nas redes sociais e compartilhe com seus amigos e familiares!

Instagram | Telegram | Twitter | Facebook

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.