O site CoinMarketCap lançou uma campanha onde seus usuários cadastrados podem escolher qual país eles acreditam que será o próximo a oficializar o Bitcoin como moeda corrente, seguindo o exemplo de El Salvador.

Participe aqui: Qual país você acredita que será o próximo a transformar o Bitcoin em moeda corrente?

A plataforma vai recompensar todos os usuários que escolherem 3 países com 10 diamantes – parte de um programa de fidelidade do site – que poderá ser trocado no futuro por produtos, NFTs, serviços, etc.

Além disso, quando o próximo país fizer o anúncio oficial e a alteração na lei, as pessoas que escolheram o vencedor receberão 50 diamantes e a votação será reiniciada do zero.

El Salvador foi o pioneiro em legalmente aceitar o Bitcoin como moeda corrente

No âmbito político-legal, a definição de dinheiro – ou moeda corrente – é dada de acordo com decretos aprovados pelo governo em vigor.

Para que uma moeda seja entendida juridicamente como dinheiro, as instituições do Estado precisam aceitá-la como tal, ou, do contrário, a moeda será apenas um ativo financeiro permutável, cuja transferência está sujeita à tributação sobre ganho de capital ou relacionada.

Além disso, na maioria dos países, como é o caso de El Salvador e seria do Brasil na lei atual, uma moeda corrente também possui características de curso forçado.

Ou seja, as pessoas não só “podem” utilizá-la como dinheiro, isentas de tributação sobre outros ativos financeiros, como elas são obrigadas por lei a aceitar aquela moeda como dinheiro. A recusa de uma moeda de curso forçado no Brasil, por exemplo, é considerada uma contravenção penal.

A comunidade do Bitcoin (BTC) mais fiel aos princípios originais da moeda não considera o curso forçado como algo ético ou ideal para a adoção da moeda peer-to-peer.

Muitos poderiam dizer que isso vai contra a ideia por trás do Bitcoin, que deveria poder ser aceito ou recusado por qualquer pessoa de forma voluntária, sem a interferência de terceiros ou intermediários.

Apesar disso, o exemplo de El Salvador é poderoso e muito relevante para o início de uma futura adoção do BTC como moeda corrente, que possa ser aceito e utilizado como dinheiro.

Saiba mais: El Salvador é o primeiro país a adotar o bitcoin como moeda oficial

E não apenas do bitcoin, mas de outras criptomoedas que também possuem fortes vantagens competitivas para serem utilizadas para o mesmo fim. Algumas até com vantagens sobre o próprio líder do mercado, solucionando demandas mais específicas como privacidade, escalabilidade, etc.

Saiba mais: Em entrevista, George Coxon fala sobre potencial da Nano como dinheiro digital

Quais são os países mais votados como os próximos a oficializar o Bitcoin como moeda corrente?

Infelizmente, para nós, o Brasil ainda é apenas o oitavo mais votado, somando um total de 50.293 votos.

Apesar de pouco votado, de acordo com uma pesquisa da Visa, 30% dos brasileiros possuem criptomoedas e, em 2021, o país importou cerca de R$6 bilhões em criptoativos de acordo com um relatório do Banco Central do Brasil.

Saiba mais: Bolsonaro, Rússia, Ucrânia, fertilizantes e criptomoedas

Diferentes políticos também já se mostraram publicamente a favor das criptomoedas e, inclusive, já tivemos sinalizações como a do prefeito do Rio de Janeiro dizendo que irá criar uma criptomoeda própria e investir 1% do Tesouro em cripto.

Quer saber quais são os 3 países mais votados? Vamos matar sua curiosidade agora.

1 – Paraguai poderá ter Bitcoin como moeda corrente

O Paraguai é a opção mais escolhida pelos usuários do coinmarketcap.com, somando um total de 560.599 votos.

O país já deu diversos sinais de que algo está acontecendo nos bastidores para que isso ocorra.

Saiba mais:

2 – Venezuela

Venezuela é o segundo país mais votado, com 444.414 usuários apostando nele como um dos favoritos para aceitar o Bitcoin e outras criptos como moeda corrente.

A Venezuela foi vítima de uma devastadora crise financeira e hiperinflação que levou muitos venezuelanos à literalmente morrer de fome ou fugir do país.

Com um dinheiro tão fraco e a demanda por uma alternativa, a Venezuela possui altos índices de adoção de criptomoedas por parte da população, tendo comunidades fortes de criptos como Nano (XNO), Monero (XMR) e Bitcoin Cash (BCH).

3 – Anguilla

Anguilla é uma pequena ilha no mar do Caribe, considerado território britânico e com uma população de 15.094 habitantes segundo dados demográficos de 2011.

Para chegar em Anguilla, os brasileiros precisam voar para a ilha vizinha, St. Maarten, via Cidade do Panamá (Copa Airlines) ou via Estados Unidos (normalmente Miami). Chegando em St. Maarten, você precisa pegar a balsa ou barco privado para Anguilla

Este pequeno país recebeu 269.430 votos, que são quase 18 vezes mais pessoas do que seus residentes. Seria preciso 18 ilhas iguais Anguilla, com todos votando na mesma opção para atingir o mesmo número de votos, o que pode indicar que o mundo está de olho em uma futura adoção em massa na ilha.

Qual a sua aposta para o próximo país a ter o Bitcoin como moeda corrente?

Diga para nós nas redes sociais e compartilhe com seus amigos e familiares!

Instagram | Telegram | Twitter | Facebook

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br