Em comunicado oficial nesta segunda-feira, 16, o Banco Central do Brasil, ou BC, expôs seu novo programa BR Code, para “unificar códigos QR” no país; estes, sendo utilizados nas transações em arranjos de pagamento integrantes do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

“Um “QR Code” é um código de barras bidimensional, capaz de carregar uma quantidade maior de informações quando comparado aos códigos de barras tradicionais. No contexto do SPB, sua utilização tem por finalidade facilitar a iniciação de uma transação de pagamento.”

Nota do Banco Central

Além disso, o BC exemplificou a utilização do BR Code com a implementação de “maquininhas POS de cartão“. As máquinas “Point of Sale” (ponto de venda) são utilizadas com finalidade de unificar todos os cartões em uma só maquininha; assim, reduzindo custos e burocracias.

Ainda segundo nota do BC, tal maquininha ajudou pequenos comércios na gestão de compras e vendas, além de reduzir custos para reparar (ou sequer) adquirir as mesmas; não era mais necessário comprar várias maquininhas por cartão, apenas uma bastava para a maioria.

“Essa possibilidade promoveu uma maior competição no setor, com os usuários (pagador e recebedor) podendo escolher o instrumento/arranjo de pagamento que melhor atenda seus interesses.”

Mudanças e Transparência

“As novas regras têm o objetivo de aumentar a transparência para os usuários finais […] ampliando e melhorando o acesso a informações e, dessa forma, criando um ambiente pró competição no SPB.”

Nota do Banco Central

De acordo com o Circular 3.989, o documento “dispõe sobre a transparência de informações para os usuários finais e participantes dos arranjos de pagamentos”.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“[…] na iniciação de cada pagamento, os prestadores de serviço terão que informar ao usuário qual o arranjo de pagamento está sendo utilizado.”

Ademais, é estabelecido pelo mesmo que todos os instituidores de arranjos de pagamento têm seis meses para se adequarem aos “BR Codes” instituídos pelo BC do Brasil.

+LEIA TAMBÉM:
Banco Central do Brasil cria “Din”, assistente virtual no Twitter
Banco Central vai injetar R$ 135 bi na economia flexibilizando regras


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!