O Banco Central acaba de anunciar as resoluções BCB n° 118 e 109 que atualizam as regras do Pix e criam mais possibilidades para empresas e usuários se comunicarem com o sistema de pagamentos do BC. 

A primeira novidade é a criação de uma nova modalidade de participação no Pix, o iniciador. 

“…o iniciador, destinado às instituições financeiras ou demais instituições autorizadas a prestar o serviço de iniciação e que tenham, no âmbito do Pix, o objetivo exclusivo da prestação de serviço de iniciação de transação de pagamento.

 Além dos participantes que atuem na modalidade iniciador, o serviço de iniciação no Pix poderá ser ofertado pelas instituições financeiras ou de pagamentos autorizadas pelo BC que participem do Pix na modalidade provedor de conta transacional, desde que sejam certificadas no âmbito do Open Banking.”  afirmou o BC em comunicado.

Pix e Open Banking, uma combinação incrível

No âmbito do Open Banking, isso permitirá maior flexibilidade para os usuários que agora poderão usar mais instituições para transacionar no sistema de pagamentos do BC. O inicializador é uma espécie de “pombo-correio” entre a instituição financeira de onde sairá o valor, o usuário e a ponta que recebe o pagamento.

Por exemplo, o WhatsApp Pay poderá virar um intermediador de pagamentos sendo um “inicializador de transações” sem ter o controle dos fundos do usuário. O Guia Bolso poderá usar as informações do Open Banking para transacionar no Pix. Até exchanges de Bitcoin podem virar inicializadoras, desde que sigam as normas do BC. 

As instituições participantes do Open Banking têm até o dia 30 de agosto para se adequarem às mudanças, que serão feitas de forma faseada conforme cronograma do BC:

  • 30/08/21: inserção manual e chave
  • 30/09/21: diretamente pela instituição que prestar o serviço de iniciação
  • 01/11/21: QR Code estático e dinâmico”

Banco Central anuncia “smart Pix”

O Banco Central afirmou que a partir do dia 1° de novembro os iniciadores poderão programar o agendamento de pagamentos, uma espécie de “smart Pix”. 

O órgão estatal quer tornar o sistema de pagamentos também um sistema de crédito e até mesmo de identidade digital. 

No ano passado, o BC mostrou uma lista de novas funcionalidades que provavelmente serão integradas , incluindo transações off-line e até mesmo possibilidade de remessas internacionais ligadas diretamente a outros BCs.

Para saber mais sobre o futuro do Pix leia:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br