Bancor é uma companhia suíça com base no distrito de Zug, em 2017 eles fizeram um dos maiores ICOs da história, arrecadando 150 milhões de dólares. No dia 30 foi anunciado um grande passo para esse projeto, a criação dos Liquid Tokens.

Sistema monetário para comunidades

Mas antes de explicar o que são esses Liquid Tokens vou falar primeiro sobre o que é o projeto Bancor. O arquiteto desse projeto é
o Dr. Bernard Lietaer, um economista que prega a descentralização da criação da moeda, defendendo que cada comunidade ou região tenha autonomia para escolher seu sistema monetário.

Mas aí entra um problema, se cada comunidade tiver sua moeda como elas vão fazer trocas entre si sem atritos, problemas de liquidez e de forma descentralizada? Para cumprir essa função foi criada a rede Bancor, que faz uso de contratos inteligentes para automatizar e dar liquidez para o mercado.

Liquid Tokens

Agora a equipe da Bancor criou um instrumento interessante para auxiliar na diminuição da variação de preços em tokens, os Liquid Tokens.

Liquid Tokens são uma categoria de tokens com quantidade dinâmica, significando que sua quantidade muda a cada venda ou compra. Basicamente quando você compra um Liquid Token (LT) ele gera mais tokens, quando você vende ele queima os tokens.

O contrato inteligente do LT captura os valores usados para a compra dos tokens e cria uma reserva. Digamos que eu queria, por qualquer motivo, criar um token lastreado completamente no Bitcoin, para cada compra com Bitcoin o contrato inteligente emite o mesmo valor em tokens para quem comprou e guarda uma reserva em Bitcoin.

Mas para que isso serve? Bom, eu posso ter um token com reservas de 50% em Ether (Ethereum), esse colateral dá uma maior estabilidade no preço do meu ativo, além disso, ele permite uma liquidez maior entre diferentes tokens.

O gráfico abaixo mostra a curva de preço de um ativo LT com 10% em reservas e outro com 50% . Veja que a estabilidade no preço tende a ser maior:

curva de preço

Essa é mais uma ferramenta que irá ajudar na aceleração da tokenização de ativos. Usando a Bancor Network os desenvolvedores de tokens se livram das fees cobradas por exchanges centralizadas para listagem de seus ativos e dão a possibilidade de trade automático entre tokens para seus usuários.

“Mesmo que essa invenção assegurem liquidez constante para os tokens, oferecendo fácil conversão para os usuários ( com baixa volatilidade e baixo slippage) ele requer ainda boas reservas – o que pode estar fora de alcance para tokens novos e de nicho”, notou o time da Bancor no post de apresentação da proposta. 

Isso também abre a possibilidade para criação de índices que copiam a estabilidade dos , digamos, 100 melhores tokens do mercado, mesmo com menos volume e pouca reserva de tokens em colateral.

O livro abaixo é o fundamento para a teoria monetária de Bernard, o livro é simples e trás exemplos de todas as partes do globo, mostrando como as moedas comunitárias podem acelerar a economia de algumas regiões.