Tim Draper, investidor americano e fundador da Draper University (dentre muitas outras coisas), recentemente aplicou US$1mi. na startup Aragon. Este seria um projeto de software open-source que visa auxiliar a criação e gerenciamento de organizações descentralizadas (DAO).

O Projeto Aragon possui uma finalidade extremamente ambiciosa; a de criar um sistema judiciário descentralizado, baseado em blockchain, que visa resolver casos com membros da comunidade.

A tecnologia das DAOs seria utilizada para criar Organizações Autônomas Descentralizadas, que não possuem hierarquia e funcionam através de votações de igual valor entre os participantes.

Ainda em desenvolvimento, o sistema utilizaria tokens ANT ou DAI para votações por parte dos membros, sendo ambos provenientes da stablecoin da MarketDAO.

De onde veio o dinheiro de Draper?

Para os leitores de plantão, vocês devem se lembrar do famigerado SilkRoad. Coordenado por Ross Ulbricht, o site da Deep Web era responsável por todos os tipos de comércio eletrônico, e isso inclui alguns de extrema ilegalidade, se é que você me entende.

Eventualmente, o site foi retirado do ar, e seu criador seria preso em 2013. Atualmente, Ulbricht cumpre pena de prisão perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, nos Estados Unidos.

Dessa operação, aproximadamente 30 mil bitcoins foram confiscados e leiloados por autoridades dos EUA em junho de 2014. Na época, inúmeros investidores desacreditavam do potencial da moeda, deixando-a de lado.

Em contrapartida, Draper foi o visionário que lucrou de forma gloriosa com a aquisição. Desde então, se tornou um grande investidor no mercado da economia em geral.