O empresário chinês exilado Guo Wengui revelou recentemente vazamentos dos crematórios de Wuhan. Ele alega que, com base no número de corpos que seus fornos estão queimando, o número de mortos pelo coronavírus pode chegar a 50000.

  • Em vez de 800 mortes conforme o governo chinês divulga, o número seria 62 vezes maior conforme bilionário
  • China está com problemas para conter o vírus? Outra fonte vaza dados preocupantes

Conforme dados oficiais do governo chinês, cerca de 800 mortes foram confirmadas graças ao coronavírus. O que é mostrado no mapa abaixo:

O empresário chinês exilado Guo Wengui revelou recentemente vazamentos de dados dos crematórios de Wuhan. Ele alega que, com base no número de corpos que os crematórios estão queimando, a quantidade de mortos pode chegar a 50.000.

Wengui fez as alegações bombásticas em uma entrevista com o ex-estrategista-chefe da Casa Branca, Steve Bannon.

Problemas de contenção?

Enquanto Guo Wengui afirma que as mortes são maiores, outras fontes dizem que as ações do governo chinês não são bem organizadas. É o caso do empresário e minerador de Bitcoin Jiang Zhuoer, para ele” a prevenção de epidemias em alguns lugares já é uma bagunça

De acordo com Wengui há 49 crematórios em Wuhan e eles trabalham 24 horas por dia, sete dias por semana, pelo menos durante os últimos 17 dias. Na semana passada, um trabalhador de crematório identificado como “Sr. Yun”, disse a um jornal chinês que ele e seus colegas trabalham 24 horas por dia.

Com esses novos vazamentos, fica difícil saber a real gravidade do coronavírus e seu impacto na economia, que já atingiu até a segurança do Bitcoin.