Coingoback

Em novo vídeo publicado no Instagram, o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal e proprietário da RecordTV, associa o Bitcoin com a profecia da marca da besta. No último livro da Bíblia, em Apocalipse 13:16, é contada uma revelação de que todos receberão certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém possa comprar nem vender, a não ser quem tiver a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome, 666.

No início do vídeo publicado por Macedo, que reúne mais de 1,1 milhão de seguidores na rede social, é dito que, por conta das falhas dos bancos e governos, um sistema mundial de moeda digital irá sobrepor todos os bancos e governos do mundo.

vídeo publicado no perfil de Bispo Edir Macedo

O Bitcoin é chamado de “primeira moeda totalmente digital que tem aparentemente vencido os hackers” e o Blockchain de “software que faz com que esse sistema funcione”, porém, a nova tecnologia teria uma origem “misteriosa e sinistra”.

Criado no dia das bruxas

Satoshi Nakamoto, o pseudônimo criador do Bitcoin escolheu justamente o dia 31 de outubro, no Halloween, para publicar seu white paper.

via GIPHY

“Coincidência? Acho que não!”

Nakamoto também foi o responsável por criar o primeiro bloco da rede, que ficou conhecido como “O Bloco do Gênesis”, segundo o autor do vídeo. Será que o Satoshi voltará para minerar o Bloco do Apocalipse?

Apesar de ninguém conhecer o criador do Bitcoin, ele deu início a uma revolução econômica, diz o narrador do vídeo compartilhado pelo líder da Universal. “É um livro contábil sem a necessidade de confiança”.

Porém, o anonimato na rede é um fato alarmante para essa “tecnologia revolucionária que dizem que transforma tudo”, diz. “Será que foi meramente coincidência que foi dada como presente ao mundo naquela noite de halloween fatídica, imediatamente após a crise financeira de 2008 como solução para impedir que tal coisa acontecesse novamente?”

“Se algum dia foi dado para a população um cavalo de tróia, este deve ser o maior de todos, mas desta vez dado a toda população com consequências que podem ser ainda mais devastadoras do que aquelas da cidade de Tróia”, continua o narrador.

Para o autor do vídeo, quem está vendo a aceitação “gananciosa” de uma tecnologia na qual não se conhecem o criador e não se questiona, “não deve estar pensando nem um pouquinho”.

Ainda segundo o narrador, o motivo pelo qual tantas pessoas estão animadas sobre blockchain, inclusive ele, é pelo fato de ela resolver o problema da confiança e da intermediação, trazendo de volta “uma verdadeira, realmente honesta, economia pessoa a pessoa.”

Tecnologia blockchain está sendo usada para registrar todos os cidadãos do mundo

Para cumprir uma meta da ONU de 2030, a Microsoft e a Accenture estão coletando dados de todas as pessoas do mundo, segundo o autor do vídeo. “A Microsoft também anunciou em maio de 2019 que está desenvolvendo um sistema digital global de identificação baseado na rede Bitcoin Blockchain”, diz.

De acordo com ele, o “Comitê de Economia Mundial está puxando isso para frente com o fluxo de todo o comércio”.

Mas enquanto o blockchain está se tornando conhecido como algo descentralizado, o vídeo faz um alerta: “ele está sendo desenvolvido e implementado por um grupo de pessoas, que o número delas é relativamente pequeno.”

“Pessoas que possuem acesso a blockchain de uma maneira que os usuários normais não possuem.”

Logo, se adotado em massa, o poder iria das mãos dos bancos para um grupo ainda menor de pessoas, afirma o narrador. O vídeo ainda diz que a inteligência artificial está sendo promovida como resposta para qualquer falha que entra nos sistemas controlados por humanos.

“É muito falado que esse sistema não requer confiança porque é infalível, mas na verdade ele exige a mais alta forma de confiança. Confiança total em um sistema que nos dizem que é infalível.

Mas se ele pode ser ajustado para deduzir impostos, então alguém, em algum lugar, tem a habilidade de usá-lo e abusá-lo. Isto é exatamente o que o plano de Satanás e a marca da besta envolve.”

Porém, em meio a diversas informações falsas e confusas, a principal delas é de que impostos poderiam ser retirados automaticamente da carteira das pessoas para o governo. A premissa que levou a conclusão de que o Bitcoin poderia ser associado com a marca da besta está errada.

Mas o vídeo continua, explicando que o sistema do BTC encoraja a eliminar o conceito de confiança e fé e trocá-lo por “uma simplista aceitação humana de registro de dados desprovidos de qualquer elemento moral”.

Segundo publicação de Edir Macedo, o Bitcoin seduz o usuário a acreditar que vai se libertar dos bancos e governos, mas eventualmente vai levar as pessoas para “o maior sistema totalitário da história do planeta”.

“Um dia, um deus falso, empoderado pela inteligência artificial, vai exigir que ele seja visto como a única fonte de vida e confiemos nele para nossa sobrevivência ou vamos nos deparar com a maior perseguição que o mundo já viu.”

Para o autor do vídeo, o Bitcoin é apenas o cavalo de tróia, uma preparação de Satanás para se manifestar publicamente como o deus deste mundo.

Com o vídeo, que conta com mais de 41 mil visualizações no perfil do bispo, Edir Macedo espalha desinformação. Mas qual a sua opinião sobre o assunto? Deixe um comentário abaixo.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!