Coingoback

Roger Ver, conhecido como Jesus do Bitcoin, fez um vídeo polêmico nessa semana. Ele acusou alguns maximalistas de bitcoin (fanáticos pelo cliente Bitcoin Core e pela Blockstream) de se envolverem com a CIA.

Roger Ver era um dos maiores evangelistas de Bitcoin, ele tirava dinheiro do próprio bolso para promover a criptomoeda e foi um dos primeiros empresários do ramo.

Até que em 2017 uma campanha massiva de desinformação foi criada contra ele. Ver era a favor de uma solução de escalabilidade mais imediata e que pudesse comportar a crescente demanda pelo Bitcoin.

Por sua opinião não ser a mesma dos desenvolvedores da Blockstream ele e diversos libertários foram banidos de fóruns de Bitcoin, como o BitcoinTalk e r/Bitcoin.

Roger Ver e diversos outros libertários como o pioneiro Daniel Fraga, o investidor Jeff Berwick (Dollar Vigilante), começaram a apoiar o projeto Bitcoin Cash.

Bitcoin Cash é fork do Bitcoin Core com foco em expandir o uso das criptomoedas para dar mais liberdade financeira para o mundo.

Bitcoin controlado pela CIA?

No vídeo de 3 minutos Roger Ver cita Richard Heart, um ex-bitcoin maximalista e desenvolvedor do Core que admite ter mentido para a comunidade do Bitcoin:

“Há 2 anos tivemos o Segwit, no qual nós mentimos e trapaceamos para consegui-lo, para conseguir a Lightning, que tinha severas vulnerabilidades e fez pessoas perderem seu dinheiro” , disse Richard.

Sobre os maximalistas, Roger disse o seguinte:

“Eles estão dispostos a mentir, trapacear e roubar para conseguirem seus objetivos, não importa quão imoral ou qual horroroso seja o meio”

Completando:

“Eu acho que é inocente não achar que a CIA não estava envolvida em atrapalhar as criptomoedas, nós sabemos que eles estavam interessados no Bitcoin em 2010!”

De fato, a CIA e o governo norte-americano tomaram conhecimento do Bitcoin em 2010, quando a criptomoeda furou o bloqueio bancário ao Wikileaks. Saiba mais sobre o episódio do Banking Blocked.

O CEO da Bitcoin.com acredita que a CIA tenha interrompido o desenvolvimento do Bitcoin para preservar o status quo do sistema financeiro mundial:

“Criptomoedas que são usáveis como dinheiro, têm a habilidade de romper com sistema financeiro mundial inteiro e o controle do governo sobre ele. É óbvio que eles vão fazer o que puderem para destruir e diminuir a adoção das criptomoedas”.

Veja o vídeo completo de Roger Ver:

Envolvimento da Blockstream com a CIA e NSA

Pode parecer loucura, entretanto, a teoria de Roger Ver tem alguns fundamentos.

Em 2014, quando a Blockstream foi criada ex-funcionários da CIA foram vistos com membros da organização de espionagem.

Why Is Blockstream Working With National Spies (SIGINT/HUMINT)?
Bill à esquerda e Samson Mow juntos

Na foto acima podemos ver Samson Mow, CSO da Blockstream, com o ex-espião Bill Scannel.

Scannel admitidamente já trabalhou para diversas organizações de espionagem, nesse vídeo ele conta como foi realizado um trabalho para a NSA em Berlim, zombando até mesmo de Edward Snowden.

Hoje ele ocupa-se com a iniciativa privada, inclusive já teve o cargo como “EVIL PR Genius”.

LinkdIn

O ex-espião criou a companhia Special Circumstances LCC, usada para manipular a opinião pública em eleições políticas.

Why Is Blockstream Working With National Spies (SIGINT/HUMINT)?
Special Circumstances LCC

Contudo, as relações entre desenvolvedores do Core, Blockstream e espiões da CIA não acabam por aí. Scannel parece ter relações íntimas com Adam Back, CEO da Blockstream.

Why Is Blockstream Working With National Spies (SIGINT/HUMINT)?
Tweet de Bill citando Adam Back

A Blockstream, é uma empresa formada por alguns desenvolvedores do Bitcoin Core e financiada por ex-diretores do FED. Como é o caso do investidor Glenn Hutchins, assessor do ex-presidente Clinton, e board member do FED de Nova York, no qual foi reeleito como diretor por 3 anos.

A empresa de Adam vende um blockchain federado, ou seja, um blockchain cujos nodes e mineradores são empresas (na maioria, grandes corretoras de Bitcoin), chamado de Liquid.

Na verdade, essas corretoras precisam pagar uma taxa e são escolhidas a dedo para participar desse blockchain.

A Liquid funciona com ativo “L-BTC“, a ideia é que você mande bitcoins para endereços da Liquid e em retorno receba “Liquid Bitcoin”. A Liquid é vendida como mais privada, com maior capacidade de transações e mais rápida que o Bitcoin.

Ou seja, ela se aproveita dos problemas do Bitcoin para vender um produto. Um claro conflito de interesses. Alguns acreditam que seja por isso que o desenvolvimento do Bitcoin Core esteja tão lento nos últimos anos.

E aí, você acredita que a Blockstream tem apoio da CIA? Deixe nos comentários sua opinião.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!