Nesta quinta-feira (27) a corrida do bitcoin (BTC) foi interrompida em cerca de US$ 39.000 depois que o Banco Central americano anunciou que aumentará as taxas de juros em março deste ano. As altcoins, que também estavam indo para o norte, caíram em resposta semelhante ao BTC. 

Confira no Resumo de Mercado de hoje, o desempenho do dólar, que vinha oscilando perto da marca da estabilidade, fechando o dia em leve alta. Veja também quem está otimista com a Ethereum. 

Bitcoin em Queda e expectativas para a ETH
Ranking de Criptomoedas – Fonte: Coingolive.com

Moedas antigas estão firmemente armazenadas a frio

O bitcoin estava se aproximando de US$ 39.000 até que os ursos apareceram para jogar o mercado ao sul. 

A queda de -3,87% em um dia, segundo o CoinGoLive ocorreu após a reunião mais recente do Banco Central americano (FED). Nele, o FED disse que não haverá mudanças nas taxas de juros agora, mas elas serão aumentadas em março.

Isso causou maior volatilidade nas criptomoedas e nos mercados de ações, já que o BTC caiu mais de US$ 3.000 em horas. Sua capitalização de mercado está um pouco abaixo de US$ 700 bilhões e a dominância líquida chegou em 60,30%. 

Ontem, na análise on-chain, nós observamos os movimentos das sardinhas no mercado. Porém, as moedas detidas por investidores de longo-prazo (LTH) estão firmemente armazenadas a frio, o que continua sendo um tom construtivo. 

Entretanto, o investidor de longo prazo não está isento de problemas financeiros. “Este é o maior volume de fornecimento de LTH com prejuízo desde a liquidação de março de 2020”, de acordo com a Glassnode.

Além disso, conforme análise, o volume total de moedas com mais de 1 ano está em uma ascensão notável desde outubro. Mais de 59,3% da oferta circulante está inativa há mais de 1 ano.

Bitcoin e Wall Street desabam

O preço do Bitcoin ficou turbulento durante uma conferência de imprensa após a tão esperada reunião do Federal Open Markets Committee (FOMC) de ontem.

O presidente Jerome Powell observou que a inflação está bem acima da meta de 2% do Federal Reserve, culpando “desequilíbrios de oferta e demanda”.

No início deste mês, o índice inflacionário do país (CPI) de dezembro atingiu um recorde de 7%. Então, citando um mercado de trabalho “apertado”, Powell concluiu que a economia não precisa mais do “apoio sustentado pelas políticas monetárias”. Como tal, os planos para aumentar as taxas e reduzir o balanço do FED em março permanecem em vigor.

Se antes os participantes do mercado de criptomoedas e do mercado de ações tradicional ainda tinham alguma dúvida sobre se março seria, de fato, o palco de um início do ciclo de alta de juros nos EUA, ontem isso foi dissipado.

A principal referência da bolsa brasileira fechou o dia em alta de 0,98%, aos 111.289,18 pontos. O dólar terminou o dia negociado a R$ 5,44, em alta de 0,14%.

O dia positivo para o mercado local de renda variável ocorreu apesar da retração das ações em Wall Street. O S&P 500 fechou em queda de 0,15% e o Dow Jones recuou 0,38%, enquanto o Nasdaq subiu 0,02%.

Esse movimento de rotação para fora de ações americanas tem beneficiado os ativos locais e impulsionado um recente rali do Ibovespa, ainda que haja ressalvas quanto à sustentabilidade desse movimento.

Muitas expectativas para o ETH

As moedas alternativas estavam voando alto nas últimas 72 horas, com o Ethereum passando de US$ 2.600 apenas alguns dias depois de estar perto de cair abaixo de US$ 2.000. No entanto, a retração em todo o mercado levou a segunda maior criptomoeda a pouco mais de US$ 2.400.

Mesmo assim, a economista Cathie Wood, CEO da Ark Invest ainda está otimista com o ETH. De acordo com a empresa americana de gestão de investimentos, o valor de mercado da Ethereum poderia ultrapassar US$ 20 trilhões na próxima década.

“De acordo com nossa pesquisa, a Ethereum poderia substituir muitos serviços financeiros tradicionais, e seu token nativo, o ether, poderia competir como dinheiro global.” 

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (-4,71%), Binance Coin (-5,11%), Cardano (-1,88%), Ripple (-4,21%), Solana (-6,82%), Terra (-5,70%), Polkadot (-5,52%), Dogecoin (-4,61%), Avalanche (-5,83%), Shiba Inu (-4,91%) e Polygon (-1,99%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto fica em torno de US$ 1,73 trilhões nesta quinta-feira.

Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.