Com expectativas de vacinação em massa e reabertura econômica, o dólar teve a maior queda mensal desde 2018 no mês de novembro – o que afeta fortemente o Bitcoin.

A moeda norte-americana fechou o mês de novembro com queda de 6,82%, atingindo a mínima de 4 meses. O dólar comercial está cotado a R$5,24 com leve alta nesta manhã de quarta-feira (02/11).

Como resultado, mesmo o bitcoin se mantendo acima dos US$19.000,00 no exterior, o preço do ativo no Brasil caiu para menos de R$100 mil. Enquanto o BTC/USD caia a -3%, o BTC/BRL despencava ~5%.

Isso acontece porque o Brasil não produz o criptoativo, aumentando a correlação de preços com o par dólar – o mais negociado.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Apesar disso, o cenário macro parece otimista para o BTC no Brasil e no mundo. Há menos de duas semanas, o criador do método Phicube Bo Williams indicou que o bitcoin pode ser comparado a Magalu e viu o preço a R$120 mil.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!