Analistas do JP Morgan argumentaram contra a proposta de valor do Bitcoin (BTC) como um competidor do ouro, dizendo que a maior criptomoeda por capitalização de mercado não é um hedge adequado durante períodos de incerteza.

De acordo com a Bloomberg, os estrategistas do JP Morgan John Normand e Federico Manicardi divulgaram um relatório classificando o Bitcoin mais como um ativo de risco do que um hedge contra as incertezas do mercado. Como parte de sua análise, o responsável observou que o BTC era o “hedge menos confiável” em períodos de fortes quedas do mercado.

Em meados de março de 2020, durante o crash do mercado da Quinta-Feira Negra, as especulações sobre a pandemia de coronavírus viram uma enorme névoa de liquidação dominar o mercado financeiro. Bitcoin e altcoins, em geral, não foram excluídos, com o mercado perdendo cerca de 50% de seu valor.

No entanto, o Bitcoin rapidamente se recuperou do declínio que atingiu o nível de US$ 3.800 e já estava acima dos US$ 5.000 poucos dias depois. Na verdade, o BTC encerrou 2020 quase seis vezes acima de seu fundo de 2020.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Como parte de seu relatório, os analistas do JP Morgan afirmaram que o Bitcoin teve uma correlação baixa com hedges nos últimos cinco anos. Bem, o ouro, tradicionalmente atribuído ao status de ativo de hedge, subiu 70% nos últimos cinco anos. Enquanto isso, o Bitcoin subiu quase 7.000% no mesmo período.

O ouro também caiu fortemente durante a queda do mercado de março de 2020. O metal precioso apresentou uma recuperação significativa, mas acabou experimentando uma volatilidade massiva no final do ano.

Além de argumentar contra o Bitcoin ser classificado como um ativo de hedge, os estrategistas do JP Morgan opinaram que Wall Street estava administrando o BTC. Assim, a criptomoeda agora deve se tornar um ativo cíclico.

Um trecho de relatório diz:

A integração da criptomoeda no mainstream está aumentando as correlações com ativos cíclicos, potencialmente transformando-o de seguro em alavancagem.

De fato, 2020 foi o ano do início da entrada institucional, com muitos jogadores de grandes fortunas adotando o Bitcoin. Empresas de capital aberto como a MicroStrategy adicionaram o BTC a seus balanços, com seguradoras e fundos de hedge aderindo à tendência.

O Bitcoin está atualmente passando por um retrocesso de preço, caindo cerca de 7,5% nas últimas 24 horas. A capitalização de mercado total das criptomoedas também caiu mais de US$ 100 bilhões.

Leia mais: Mais de 31% das pessoas na América Latina querem investir em Bitcoin


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!