A Bitmain, maior produtora de máquinas para mineração de Bitcoin do mundo, anunciou sua nova geração de ASICs.

Os novos modelos são o Antminer S19 e o S19 Pro e eles são mais eficientes que a geração anterior da empresa.

Enquanto o Antiminer S19 chega a 95 Th/s (trilhões de hashes por segundo), a versão Pro consegue 110 TH/s. Ambos com uma eficiência energética de 34.5+/-%5 J/TH.

A nova geração da Bitmain irá substituir o modelo S17+, que é capaz de entregar 67 TH/s com uma eficiência menor.

Competição no setor de mineração

Após a saída do CEO Jihan Wu da direção da Bitmain há 2 anos, a empresa tentou se focar na produção de chips para inteligência artificial, perdendo mercado no setor de cripto.

Após diversas brigas internas, Jihan voltou ao comando da Bitmain e fez a empresa focar na produção de hardware para mineração de criptomoedas.

Contudo, segundo o site chinês 8btc, a Bitmain perdeu parte da dominância de mercado entre 2017 e 2018, saindo de 75% para 65%.

Com planos para cortar 50% da sua força de trabalho até o halving do Bitcoin, a Bitmain pretende recuperar sua posição até mesmo ser listada em bolsa como algumas de suas concorrentes.

Mas para isso a empresa tem que ir bem nas vendas da sua nova geração e aproveitar o halving do btc.