Depois de chegar a um acordo em relação à idade mínima de aposentadoria para homens e mulheres, Bolsonaro entrega, pessoalmente, ao congresso o texto da reforma da previdência.

Leia também:

O texto prevê aposentadoria com uma idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres. O período de transição é de 12 anos, que é um tempo menor do que o previsto pelo texto de Michel Temer, que dava 20 anos para a transição.

Com isso, Bolsonaro não irá aproveitar o texto de Michel Temer, que já estava pronto para ser votado na câmara dos Deputados.

Começa um novo processo

Com o texto da Reforma da Previdência entregue, ele passará por um novo processo de trâmite dentro do Congresso. O texto terá de passar pela Comissão de Constituição e Justiça antes de ser votado na Câmara dos Deputados.

Para ser aprovado na Câmara dos Deputados, o projeto precisará contar com 2/3 de votos favoráveis dos 513 deputados. Depois disso, ele será encaminhado para o Senado, onde precisará contar com a maioria simples dos 52 senadores.

A Reforma da Previdência é a principal aposta de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes para acelerar a economia brasileira. Isso acontece porque a previdência hoje é responsável por grande parte do orçamento da união. O sistema atual tende a ficar cada vez mais deficitário.

Uma reforma nesse sistema, segundo Paulo Guedes, seria capaz de fazer o governo economizar R$ 1 trilhão nos próximos anos, o que daria mais segurança para a economia brasileira, diminuindo o risco país.

Investidores brasileiros e estrangeiros seguem ansiosos quanto a um desfecho positivo. A expectativa é que uma aprovação da reforma da previdência torne o Brasil muito mais suscetível a grandes investimentos de longo prazo.

Você gostou desse conteúdo? Nós temos muito mais! Siga e compartilhe a página do Cointimes para se manter atualizado com os conteúdos mais relevantes. Estamos em todas as mídias sociais também: FacebookTwitterInstagram.