Com apenas 32 anos, um ex-gerente de banco formado em contabilidade foi vítima de falsas promessas de um curso de day trade. Com mais de R$ 200.000 em dívidas e abalado psicologicamente, o jovem cometeu suicídio, conforme relatado pela rede Record neste domingo (11).

O jovem Thiago, do Rio Grande do Norte, perdeu o emprego durante a pandemia e decidiu apostar o dinheiro da rescisão em day trade. Mas para isso, ele comprou um curso caro, que prometia ensinar a ganhar dinheiro rápido.

Mas apesar de conhecer o mercado financeiro, o trader não foi uma excessão no day trade e, como a maioria, perdeu dinheiro. Ele achava que se estudasse e fizesse os cursos, se daria bem, mas sua mãe, Suerda Morais, percebeu mudança no comportamento do filho.

Sem renda e acumulando perdas financeiras, Thiago ficou extremamente irritado, impaciente, e estranho, contou sua mãe à reportagem da Record. Mas ela só descobriu a razão da sua mudança de humor quando ele confessou que havia perdido o dinheiro da rescisão em operações na bolsa de valores.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

O jovem afirmou que iria parar, mas infelizmente não seguiu sua promessa. “Ele, escondido, voltou a operar. E aí ele não falava mais nada para ninguém.”, diz Morais. Mas na busca de recuperar o valor investido, acumulou dívidas de mais de 200 mil reais.

“Ele foi uma presa fácil.”, disse sua mãe. “Ele acreditou que se fizesse tudo como estavam ali dizendo, ele iria sim conseguir um êxito. Ele teria alguma coisa.”

O jovem acabou desenvolvendo depressão, que o levou ao suicídio. “Quando você adoece psiquicamente e tem todas essas perdas financeiras, você perde o discernimento da vida. Você passa a não enxergar mais solução.”, afirmou a mãe de Thiago.

Consultado pela matéria do R7, o economista André Perfeito disse que “pessoas que não estão preparadas para um ambiente altamente energético, por assim dizer, do mercado financeiro podem sofrer até um sentimento parecido com um jogo.”

Foi de forma semelhante que os economistas da FGV Bruno Giovannetti e Fernando Chague classificaram o day trade em um estudo encomendado pela CVM. “É muito mais parecido com cassino, em que, à medida em que a pessoa vai repetindo as jogadas, a chance de continuar acertando diminui”, disse Giovannetti em entrevista à Exame.

Na pesquisa, eles perceberam que 99% das pessoas perdem dinheiro com a atividade arriscada de trade. O estudo notou ainda que os operadores tendem a piorar com o tempo, o que leva a crer que o treino não leva a perfeição quando se trata de negociações diárias na bolsa.

A reportagem também expôs um curso que prometia transformar mil reais em 1 milhão em 2 anos, do professor Emir Sancler, que em resposta por telefone disse: “É possível matematicamente atingir esse valor se você fizer 2% ao dia. Eu nunca fiz. Isso é uma proposta que eu quero ver se a gente consegue fazer.”

Siga o Cointimes no Telegram


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!