O Banco Central da China injetará 1,2 trilhão de yuans (US $ 174 bilhões) nos mercados financeiros, como parte de um esforço dos órgãos reguladores para mitigar a volatilidade das negociações.

“A liquidez do sistema bancário global será 900 bilhões de yuans a mais que no mesmo período do ano passado”, acrescentou o banco central.

Contudo, apesar do anúncio os índices chineses e os mercados globais abriram no negativo.

A injeção é apenas uma das 30 medidas do governo chinês para fortalecer a economia enquanto o coronavírus se espalha pelo país.

Economistas prevem que o crescimento econômico da China pode cair
abaixo de 5%
nos primeiros três meses do ano, ante 6% no quarto trimestre de 2019, e muitos alertaram que a tendência de queda pode continuar no segundo trimestre.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!