Coingoback

A quantidade de máquinas de mineração de Bitcoin só tem aumentado, o hash rate da rede está batendo recordes históricos e os fornecedores de ASICs acreditam em números ainda mais positivos para 2020.

120 quintilhões (120.000.000.000.000.000.000) de hashs por segundo ou 120 Exahashes, esse é o número de hashes que a rede do Bitcoin pode alcançar em 2020, segundo estimativas de Yang Zouxin (fundador da WhastMier).

O número é impressionante e é um indicador da segurança da rede, bem como da confiança dos mineradores na rede.

O aumento no preço do Bitcoin tem trazido para o mercado não apenas novos mineradores, mas também empresas de fabricação de chips. Há poucos anos a Bitmain era praticamente hegemônica, hoje, não é mais o caso.

Segundo o diretor da Inonosilicon, outra empresa de fabricação de chips, existe um gap de 1,5 milhão de máquinas específicas para mineração de Bitcoins, que será preenchido até 2020.

Minerando em containers

Mas a mineração de bitcoin está mudando, antes feita em grandes galpões, agora ela é mais portátil. Yang Zouxin indica que mais da metade dos mineradores estarão minerando em containers nos próximos 5 anos.

A mudança facilita a alocação das máquinas em áreas onde a energia é a mais barata. Mas além disso, ela pode indicar uma outra tendência para o mercado, o aumento da eficiência em dissipação térmica. Segundo Yang, soluções de water-cooler se tornarão padrão.

Já a Bitmain acredita que a indústria não conseguirá manter esse momentum no desenvolvimento de máquinas cada vez mais eficientes e velozes. Em vez disso, as máquinas serão mais duráveis e com reduções cada vez menores no consumo de energia.

Além de animados com o mercado de ASICs, os fabricantes de chips acreditam que o preço do Bitcoin pode alcançar US$100.000 em 2020/2021.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br