A The Tokenist, organização de pesquisa de mercado, publicou recentemente um relatório chamado “Comparando as taxas públicas de adoção de Bitcoin em 2020 versus 2017″.

As descobertas do estudo oferecem uma visão abrangente do ecossistema de criptomoedas entre 2017 e agora. A pesquisa mostra que, desde que a economia pós-Covid-19 está se instalando, a confiança no bitcoin cresceu nos últimos três anos.

A confiança nos bancos tradicionais está diminuindo

Um estudo recentemente publicado pelo The Tokenist, detalha que há uma confiança crescente no bitcoin em relação aos investimentos tradicionais como ouro, ações e imóveis.

Os pesquisadores de mercado fizeram uma pesquisa realizada em abril de 2020 (5.421 participantes em 24 países) e reuniram várias pesquisas a partir de 2017. O Tokenist utilizou essas pesquisas para ver como as atitudes e percepções mudaram desde as flutuações de preço e o impacto do Covid-19.

“A fé nas grandes instituições financeiras diminui constantemente há mais de uma década e a pandemia do COVID-19 apenas acelerou esse processo”, destaca o relatório. “O Bitcoin, desenvolvido nos anos após a queda do mercado de 2008 como uma alternativa aos ativos tradicionais, é um dos principais beneficiários dessa tendência.”

Pesquisa de 2017 e 2020 sobre bitcoin

47% dos participantes da pesquisa confiam mais em Bitcoin do que em grandes bancos

A pesquisa foi feita por email e contou com 4.852 participantes em 17 países.

De acordo com as descobertas do estudo, há uma tendência de indivíduos com “sentimentos positivos em relação ao BTC como uma reserva de valor a longo prazo”.

gráfico uso de bitcoin confiança

Os resultados mostram que mais de 45% dos entrevistados preferem Bitcoin em vez de ações, investimentos imobiliários e ouro, e “61% do total de entrevistados (e 78% dos millennials) agora estão familiarizados com o BTC, e 14% dos millennials possuem o ativo”. O relatório continuou:

“47% dos entrevistados confiam mais no Bitcoin que nos grandes bancos, um aumento de 29% nos últimos três anos.

43% dos entrevistados e 59% da geração do milênio sentem que a maioria das pessoas usará Bitcoin na próxima década.

Em 2020, 44% dos millennials relatam que provavelmente comprarão BTC nos próximos cinco anos.

Mais de um em cada três millennials se apegaria ao Bitcoin recebido, enquanto um número um pouco menor (27%) o venderia imediatamente.”

gráfico preferências sobre bitcoin confiança no

A pesquisa conclui que a atitude em relação ao BTC, em geral, é mais positiva e o otimismo aumentou 27% nos últimos três anos.

“60% dos participantes consideraram que o Bitcoin é uma inovação positiva na tecnologia das finanças”, conclui o relatório. Segundo os pesquisadores, o aumento da familiaridade com o Bitcoin convenceu muitos de que a criptomoeda vem como tendência positiva.

Para não perder nenhuma publicação do Cointimes, nos siga nas principais redes sociais, Instagram, Twitter, Facebook, YouTube e Telegram!