O “Cão de Hounslow” em uma referência irônica ao famoso fraudador “Lobo de Wall Street, foi condenado a prisão em 2015 por ajudar a desencadear uma breve quebra do mercado de ações de “somente” US$ 1 trilhão (£ 770 bilhões).

Navinder Singh Sarao, um corretor de ações que operava em seu quarto em Hounslow, oeste de Londres, causou estragos nos mercados quando suas negociações falsas ajudaram a desencadear uma quebra repentina de US$ 1 trilhão no mercado de ações. A queda no valor dos principais índices globais durou 36 minutos. 

 

Quem é Navinder Sarao?

Agora com 43 anos, Navinder Sarao é um corretor autodidata do mercado de ações que ajudou a causar pânico nos mercados dos EUA em 2010 de um quarto na casa de seus pais em Hounslow, oeste de Londres.

Navinder Sarao vivia nesta casa e fazia trade no seu quarto
Sarao vivia com seus pais perto do aeroporto de Heathrow quando o “flash crash” aconteceu – Fonte: bbc.com

Ele foi preso em 2015 por sua participação no “flash crash” – evento no qual o valor dos mercados financeiros despencou brevemente causando um pânico momentâneo. 

Altamente inteligente, Sarao tem o transtorno do espectro do autismo, a síndrome de Asperger, e entendia as operações de mercado “como ganhar em um videogame”, disse sua equipe de defesa. 

Como ele ganhou US$ 40 milhões em seu quarto?

A fortuna de Sarao foi em parte feita pela manipulação artificial do mercado de ações para ganhar dinheiro. Ele usou um software especialmente adaptado para negociar remotamente no Chicago Mercantile Index. 

Nesse índice, toda vez que uma ordem era colocada para comprar ou vender, “operadores de alta frequência” – computadores executando algoritmos de negociação rápida – tentavam fazer suas próprias negociações milissegundos antes que essas ordens pudessem ser executadas. 

Dessa forma, esses robôs de alta frequência podem ser os primeiros a ganhar dinheiro com as mudanças do mercado.

Entretanto, Sarao percebeu que todos os robôs de negociação usavam software semelhante. Foi como se ele tivesse enxergado no seu homebroker um rebanho de ovelhas, todos se movendo na mesma direção. 

Seu software aproveitou-se disso colocando milhares de pedidos antes de cancelá-los ou alterá-los rapidamente, uma vez que ele criou uma demanda artificial para que outros negociantes comprassem e vendessem aquele ativo.

Trader Navinder Sarao sendo extraditado para os EUA
Sarao foi extraditado para os EUA, mas teve permissão para voltar para Londres antes da sentença – Fonte: bbc.com

Essa prática – conhecida como “spoofing” – permitia que ele fizesse ordens genuínas de compra ou venda com lucro quando o preço subisse ou caísse rapidamente. Assim, ele conseguiu lucrar US$ 40 milhões e desencadear o evento que puxou o mercado rapidamente para baixo, como se todas as ovelhas estivessem caindo do penhasco.

Rebanho de ovelhas no mercado 

A automatização do mercado financeiro acelerou as operações do mercado. Em um mundo globalizado e com muita informação a ser processada diariamente por seus participantes, espera-se que isso aconteça. Os seres humanos, que têm os ânimos à flor da pele, são péssimos operadores de mercado.

Nesse cenário, o trader amador que opera “na mão” fica em grande desvantagem. O robô tende a superá-lo na eficiência de ler padrões gráficos, fluxo de ordens do livro de ofertas e interpretação de indicadores técnicos.

Leia também: Bitcoin é arriscado demais? O que é o índice sharpe e como ele pode otimizar seus investimentos

Por conta disso, os robôs de negociação já são responsáveis por grande parte das operações nas plataformas de trading com criptomoedas, como Deribit e Bitmex. Os programadores conseguem integrar seus robôs nas plataformas através de APIs, automatizando uma grande parte de sua operação.

Podemos perceber que a evolução do mercado de criptomoedas ficou mais eficiente, não no mesmo grau que o mercado financeiro tradicional, mas os progressos já são notáveis.

Até 2013, o Bitcoin era um artigo colecionável, principalmente por curiosos, cypherpunks e anarcocapitalistas que usavam a Deepweb. Com a bolha de 2013, o ativo ganhou notoriedade e atraiu muitas pessoas, entre elas, negociantes que queriam se aproveitar da alta volatilidade do mercado. Isso porque o mercado, quando ainda é  novo, está cheio de assimetrias de informação, que acabam gerando uma formação de preço ineficiente.

Robôs estão dominando o mercado, devo me preocupar?

No final das contas os algoritmos aceleram as coisas, e com isso, se um programa comete um erro, outros programas vão explorar isso e puxar o mercado para cima ou para baixo. No caso do “flash-crash”, talvez, puxar para baixo rapidamente. O que agravou a volatilidade do mercado e o fez perder 1 trilhão de dólares em 36 minutos. 

Nesse sentido, assim como os traders de Bitcoin que estão se aprimorando a cada ciclo de mercado, a automatização das bolsas de valores também ajuda o mercado a tornar-se mais eficiente.

Agora, estamos chegando em uma fase do mercado em que o mais prudente será “fazer nada”, acreditar na estratégia e esperar, assim como é feito no mercado de ações. A não ser que você seja o mais novo gênio que conseguirá enganar o rebanho de ovelhas. 

Comenta aqui embaixo se você tem uma história parecida com a do “Cão de Hounslow” e aproveite para ler mais sobre as perdas incalculáveis executadas por traders amadores. 

Leia Mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br