Essa semana o mercado Bitcoin experimentou os preços caindo mais de 50% e perdas históricas.

Foi o maior evento de desalavancagem desde a liquidação de março de 2020, segundo o relatório desta semana da Glassnode. 

O mercado caiu em mais de 47%, da alta semanal de $ 59.463 para $ 31.327. O candle semanal foi o maior já visto. 

O motivo de pânico

O motivo da queda tão acentuada decorre do FUD no mercado de criptomoedas. 

Foram críticas sobre o dispêndio de energia da mineração do Bitcoin pelo Elon Musk, descobertas sobre a real composição das reservas do token Tether e o medo de banimento da mineração de criptomoedas na China. Todas essas questões comprometeram a confiança dos investidores entrantes e levantou a pergunta: ainda estamos numa Bull Run?

A queda percebida pelos investidores essa semana superou eventos anteriores, incluindo março de 2020, novembro de 2018 e  o final da Bull Run em janeiro e fevereiro de 2018. 

O gráfico abaixo apresenta o valor em dólares das perdas realizadas e mostra que um novo “ATH” de $4,53 bilhões em perdas foi atingido em 19 de maio.

Perdas em bitcoin, panico em investidores
Fonte: Glassnode

Contabilizando as perdas realizadas, esse evento de capitulação ainda é a maior perda líquida por uma margem significativa. Para você ter uma noção, a tragédia foi 185% maior do que a liquidação de março de 2020 durante a pandemia de COVID.

O gráfico abaixo mostra que essa capitulação segue um período forte de realização de lucro líquido (picos verdes), portanto, pode ser considerada uma correção do último movimento de alta. 

Apesar das correções acentuadas no preço serem característica da volatilidade deste ativo, muita gente foi pega de surpresa. 

Perdas em bitcoin, panico em investidores
Fonte: Glassnode

Uma parcela razoável do mercado comprou moedas em níveis mais altos de preço, e são esses, que agora se tornaram os vendedores em pânico. A chuva de críticas e medo recentemente reduziu as entidades lucrativas para 76%. No contexto da Bull Run, esse cenário se compara a três períodos: 2011, 2013 e 2016. 

Essa informação parece Bullish ou Bearish, para você?

A análise da Glassnode vai ainda mais fundo, ela identifica três grupos de investidores que geram o fornecimento do lado da venda:

  • Detentores de moedas em prejuízo que são, em grande parte, compradores dos últimos 3-4 meses.
  • Detentores de moedas no lucro que podem acreditar que o topo macro já foi alcançado.
  • Mineradores que precisam vender para cobrir os custos ou são forçados devido aos novos regulamentos chineses. 

Com certeza grande parte das perdas recentes foram impulsionadas pelos detentores de moeda em prejuízo, os novos entrantes. Pois, comparado com os gastos equivalentes dos investidores de longo-prazo, estes venderam suas moedas muito mais cedo para capturar a performance do preço do Ethereum na época. Durante essa operação, o  gasto das moedas com endereços mais antigos foi, na verdade, significativamente menor do que as vendas totais. O que sugere que os Holders não entraram em pânico ou saíram de suas posições compradas. 

Perdas em bitcoin, panico em investidores.
Fonte: Glassnode

Após a liquidação, o novo valor de mercado é menor e, portanto, é possível ainda atingir mais de 100% das perdas não realizadas.

Quanto aos mineradores, ainda haverá uma pressão vendedora por conta da situação legislativa na China. Portanto, fique ligado nas próximas notícias.


Leia Mais: Mineração de bitcoin será banida da China?|Bits Semanais #10

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br