Após anos de trabalho, a equipe do recém lançado projeto Avalanche (AVA) promete transações rápidas, intercomunicação e entrega um novo processo de consenso.

Ao longo da história de 45 anos de sistemas distribuídos, houve apenas três abordagens para o problema de consenso: Clássico, Nakamoto e Avalanche.”, afirmou o engenheiro de Software Collin Cusce da Ava Labs que explica o protocolo da seguinte maneira:

“Onde os protocolos clássicos devem chegar a um consenso com uma probabilidade de 1 (P = 1), Nakamoto chega a um consenso com uma probabilidade de 1 menos alguma chance minúscula de erro (P = 1 – ε). Em Nakamoto, esse valor de erro é cada vez menor à medida que mais blocos são produzidos. Quanto mais blocos, as chances de uma reorganização caem exponencialmente…

O consenso de avalanche, como o consenso de Nakamoto, é um protocolo probabilístico. Assim como Nakamoto trocou uma pequena chance de probabilidade por desempenho, Avalanche abraça a probabilidade para tornar a chance de erro pequena.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Para começar, vamos falar sobre o que um validador faz no consenso do Avalanche. Avalanche é um protocolo de votação. Os validadores ouvem as transações. Quando ouvem uma transação, eles votam se ela deve ser “Aceita” e, caso não seja, é marcada como “Rejeitada”. As transações que parecem virtuosas serão votadas como “Aceitas” por um validador. Se for conflitante, a transação será votada como “Rejeitada”. Isso é tudo.

Esse processo de votação no Avalanche é o que o torna tão único. Cada validador é um tomador de decisões totalmente independente. Não há eleição de líder. No entanto, por protocolo, cada nó usa o mesmo processo para determinar se uma decisão é virtuosa e a probabilidade de haver consenso com o resto da rede. Depois de ver uma alta probabilidade de acordo em toda a rede, o nó bloqueia em seu voto e aceita uma transação como final.

Em um nível superior, isso significa que um validador seleciona aleatoriamente outros validadores para perguntar o que eles gostam. Ele faz isso repetidamente em novos nós selecionados aleatoriamente até que acumule dados suficientes para determinar que sua probabilidade de estar correto é tão alta que você também pode considerar impossível que esteja errado.

Ao fazer com que um validador selecione aleatoriamente outros validadores para perguntar a eles quais são suas preferências, os participantes do Avalanche criam confiança na decisão correta compartilhada por todos os nós da rede. Com confiança suficiente, uma decisão é finalizada imediatamente.”

consenso da avalanche em gráfico

Ou seja, essa é uma forma de consenso que usa o tradicional Proof-of-Stake, mas que segundo seus criadores é superior ao consenso de 51% de Nakamoto e aos 33% do Ethereum 2.0.

avalanche contra outros sistemas

Comparação entre consensos 

A Avalanche promete extensibilidade, ou seja, você pode ter sub-redes com suas próprias regras e, ao mesmo tempo, usar o consenso da AVA. Seria um Ethereum extremamente escalável. 

Como resultado, eles assumem que a sua tecnologia é superior aos sistemas atuais como é mostrado no gráfico abaixo retirado do site da AVA:

comparação gráfico entre Bitcoin, Ethereum, Tendermint e Avalanche

Se os desenvolvedores da Cornell estiverem corretos, então, estamos vendo um sério candidato ao 3° lugar em maior marketcap no mercado de criptomoedas. Ainda não vimos a prova cabal de que todas essas promessas são reais, até a rede ser completamente estressada ficamos apenas na especulação.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!