Neste domingo 14/10/2018, saiu uma matéria no Estadão sobre a Wibx, um token voltado para “relações de trocas entre marcas e consumidores do setor de varejo”.

Segundo o post, esse token permitiria a criação de um sistema de pontuação, dessa forma os consumidores poderão acessar os participantes da plataforma Wibx, compartilhar a marca nas redes sociais e ganhar os tokens. Eles poderão ser usados na compra de outros produtos e serviços, aparentemente também será possível trocar por outras criptomoedas, como Bitcoin e Litecoin.

1 bilhão de reais

O projeto teria consumido 5 milhões de reais para o seu desenvolvimento, em um período de 3 anos. Eles querem distribuir os tokens via ICO, que é uma forma de arrecadação, algo como um IPO (porém sem a necessidade de uma CVM para determinados casos).

Saiba mais sobre ICOs:

https://cointimes.com.br/era-dos-icos/

Serão 12 bilhões de tokens, cada token será vendido por um preço de 0,04 dólares. Se eles conseguirem vender todos os tokens na oferta inicial, terão uma soma de pouco mais de 1.7 bilhão de reais (com o dólar a 3,74).

O ICO irá durar 4 meses, de 12 de novembro até fevereiro de 2019. Se você quiser ficar preparado para analisar o ICO da Wibx, nós lançamos um guia. Dá uma olhada:

https://cointimes.com.br/aprenda-a-escolher-um-ico/

Temos poucas informações sobre o projeto, fizemos algumas buscas sobre o uso de possíveis domínios, como o “wibx.com.br” mas não encontramos relações com o ITA ou com algum desenvolvedor.

O Cointimes vai continuar buscando informações sobre esse ICO brasileiro. Por isso nos siga nas redes sociais FacebookTwitterInstagram Telegram.