O dólar passou a subir nesta terça-feira após O Antagonista revelar parte do conteúdo da reunião ministerial citada por Moro em seu depoimento à PF.

Com o título “O vídeo devastador“, a matéria d’O Antagonista diz que Bolsonaro associou a troca do “superintendente do Rio de Janeiro à necessidade de proteger sua família

Em seguida, o presidente acrescentou que, se não pudesse trocar o superintendente, trocaria o diretor-geral da PF e o ministro Sérgio Moro“, diz a reportagem.

Alta do dólar e bitcoin

Como resultado, o dólar que tinha caído para R$5,74 voltou a subir para R$5,88. Talvez o mercado já tenha começado a precificar um possível processo de impeachment.

Além do problema político, as tensões do exterior não ajudaram.

A guerra retórica entre China e EUA se acirra, derrubando os principais índices norte-americanos.

Impulsionado pelo dólar, o preço do bitcoin voltou a subir e agora está sendo negociado por US$51.879.

Será que o dólar/bitcoin sobe ainda mais em 2020? A criptomoeda já superou a recuperação a rentabilidade do Ibovespa e do ouro em abril.

Veremos um novo rally em BRL?