Os mercados de ações aumentam enquanto o volume de negociação do Bitcoin diminui. Isso sugere uma queda de preço futura para o BTC? O CEO de uma grande exchange deu sua opinião sobre o assunto.

Apesar das economias mundiais ainda sentirem os efeitos adversos da pandemia do COVID-19, a maioria dos mercados de ações se recuperou das perdas de março e algumas estão inclusive alcançando novos patamares.

Isso levantou especulações de que o preço do Bitcoin poderia cair, e o CEO da OKEx, Jay Hao, ofereceu recentemente sua resposta sobre o assunto.

Análise do mercado de Bitcoin

O índice de bolsa Nasdaq atingiu um novo recorde histórico ontem e continuou seu movimento ascendente hoje. Outros índices importantes, como o Ibovespa e o S&P 500, também estão no verde e se recuperaram quase totalmente desde a quinta-feira negra de março.

A situação do mercado oriental é bastante semelhante. O Shanghai Shenzhen CSI 300 está no seu nível mais alto em quase um ano, e o Índice Hang Seng de Hong Kong está próximo do nível pré-COVID-19.

Jay Hao, CEO da popular exchange de criptomoedas OKEx, publicou um artigo após supostamente receber inúmeras perguntas – “as ações dispararam, devemos operar vendido em Bitcoin?”. Sua tentativa de responder a essa questão complexa o levou a vários fatores relacionados aos desenvolvimentos recentes do BTC.

O primeiro é o volume de negociação, que vem diminuindo tanto para derivativos quanto para negociação à vista, conforme ilustrado nos dois gráficos abaixo das empresas de monitoramento de criptomoedas – Skew e CryptoCompare.

Volume do mercado spot. Fonte: CryptoCompare.
Volume do mercado spot. Fonte: CryptoCompare
Volume do mercado de futuros de Bitcoin. Fonte: Skew.
Volume do mercado de futuros de Bitcoin. Fonte: Skew

Hao argumentou que a volatilidade geral decrescente no desempenho do Bitcoin é a razão pela qual o volume negociado de derivativos caiu:

“O valor dos derivativos Bitcoin se reflete principalmente nos riscos de mercado de hedge. Quer se trate de futuros de Bitcoin ou opções de Bitcoin, há uma forte demanda comercial durante períodos de alta volatilidade [e vice-versa]”.

Ele concluiu que esses dados decrescentes “parecem sugerir que podemos apostar na queda do Bitcoin”.

Por outro lado, outros dados indicam um mercado saudável

O preço do Bitcoin é determinado por muito mais fatores do que apenas seus volumes de negociação nas bolsas de criptomoedas. Por exemplo, Hao levantou a questão das operações de balcão (OTC), que às vezes podem ser “mais confiáveis”, já que “o volume de negociações em bolsas de valores pode ser fraudulento”.

Os dados da Coin.dance revelam como o volume mudou recentemente em duas das maiores plataformas de negociação P2P, o Paxful e o Localbitcoins. Embora o Localbitcoins tenha experimentado uma ligeira queda, o Paxful fez um movimento oposto com um aumento contínuo e batendo o recorde de todos os tempos.

Volume em BTC do Localbitcoins. Fonte: Coin.dance
Volume em BTC do Localbitcoins. Fonte: Coin.dance
Volume em BTC do Paxful. Fonte: Coin.dance
Volume em BTC do Paxful. Fonte: Coin.dance

Os dados de negociação on-chain do Bitcoin também fornecem resultados otimistas. De acordo com um relatório recente, três métricas vitais do mercado on-chain têm apresentado um desempenho impressionante ultimamente.

Os novos endereços diários atingiram uma alta de dois anos em 560.000 – um número não visto desde o aumento do preço parabólico de 2017. Como resultado, o número total de endereços na rede é superior a 670 milhões.

A contagem diária de transações está no seu nível mais alto em dez meses, depois de atingir 382.000 no início desta semana. A taxa de hash do Bitcoin também se recuperou das reduções após a metade para níveis próximos ao ATH, tornando a rede mais robusta.

O Stablecoin Supply Ratio (SSR), que mede a relação entre a oferta de Bitcoin e a oferta de stablecoins (ou valor de mercado BTC / valor de mercado Stablecoin), é outro indicador que respira confiança no desempenho da primeira criptomoeda.

Hao destacou que quando o SSR é baixo, ele fornece mais “poder de compra” para comprar o BTC. E os dados do Glassnode confirmam que o SSR é extremamente baixo.

A suposta correlação entre ações e Bitcoin

O Bitcoin mostrou um aumento da correlação com a maioria dos índices recentemente. No entanto, Hao relatou que, apesar da tendência crescente, os níveis atuais ainda não são suficientes para conclusões importantes.

correlação entre S&P 500 e Bitcoin no último ano

Fonte: Mercurius Crypto

“O coeficiente de correlação atual é de cerca de 0,23. Mas estatisticamente, considera-se que o valor absoluto do coeficiente de correlação deve estar geralmente acima de 0,8 para considerar A e B como tendo uma forte correlação; entre 0,3 e 0,8 pode ser considerado como tendo uma correlação fraca, mas abaixo de 0,3 para considerar que não há correlação.

Portanto, embora a correlação atual entre Bitcoin e ações tenha se tornado mais pronunciada, ainda acreditamos que não há correlação direta entre os dois.”

Seguindo o raciocínio acima, Hao concluiu que “os mercados de ações podem realmente levar à perda de fundos no mercado de criptomoeda e estar por trás do declínio no volume de negociação”. No entanto, os fundamentos do BTC ainda são fortes e sua popularidade não diminuiu.

“A mudança de atenção causada pelo aumento de outros produtos de investimento é apenas temporária e, como investidor individual, ainda estou muito otimista com o retorno do Bitcoin como um investimento saudável.”