Breaking News  
Como aprender economia através do nosso cotidiano Economia

Como aprender economia através do nosso cotidiano

Quais são os fatores determinantes para crescimento de um país? Como aprender com isto?

Rafael Lemos
Rafael Lemos

Economia pode ser um assunto pouco convidativo. Recheada de termos técnicos, o tema parece ser assustador na primeira vista.

Nesse texto quero mostrar como você pode aprender sobre Economia e Investimentos a partir das atividades do seu dia-a-dia. Tudo se torna bem mais simples quando usamos situações que estamos acostumados.

Economia é frequência

O que leva um país a crescer economicamente? Por que existem países que crescem a uma taxa de dois dígitos por ano e outros, como o Brasil, que crescem tão pouco?

Existem diversos modelos econômicos que buscam explicar isso. Neste comentarei um pouco sobre o modelo de Solow. Robert Solow é um economista que recebeu em 1987 o prêmio Nobel.

E por que economia é frequência? Simples. Quando queremos crescer em algo, a frequência sempre é o principal determinante.

Se queremos ter uma vida saudável, precisamos frequentemente exercer alguma atividade física e nos alimentarmos bem. Se queremos crescer no trabalho, precisamos de frequência e consistência nos resultados. E por aí vai.

Segundo o modelo de Solow, o principal determinante do crescimento do produto de uma economia é a sua taxa de poupança. É quanto o país e sua população abre mão de utilizar o dinheiro no curto prazo, para juntar focando no longo prazo.

Poupar é um trabalho que exige também frequência. Você precisa diminuir seu consumo e focar em economizar, pouco a pouco, uma parte da sua renda, com o objetivo de acumular capital. No Brasil, por exemplo, são pouquíssimas pessoas que têm esse costume. 

Educação financeira existe no Brasil? Por que tão poucos investem? Esse foi o tema do sétimo episódio do Conexão Satoshi, nosso podcast do Cointimes.

Burlar a frequência e o trabalho árduo para conseguir a recompensa imediata é sempre uma escolha insustentável a longo prazo. Isso é muito comum na economia. Geralmente através do aumento de gastos do governo, para estimular um “crescimento artificial”, ou pela emissão maior de papel-moeda. Ambos os casos acarretam, no longo prazo, na inflação.

economia - perda de poder de compra do dólar americano.
Imagem demonstrando a perda de poder de compra do dólar americano, devido à inflação.

Ou seja, usar de artifícios para colher os benefícios imediatamente nunca é uma ideia duradoura. Crescimento bom é aquele ocasionado a partir do aumento de produtividade, progresso tecnológico e aumento da poupança. Através de bons hábitos da população.

E sobre investimentos?

Investir também é um hábito. E para se dar bem você precisa ter disciplina e frequência (mais uma vez).

Quando você começa a investir, são várias as propostas e promessas de se dar bem imediatamente. Algumas até funcionam, até porque realmente existem pessoas que conseguem um bom dinheiro operando na volatilidade do mercado.

Mas nenhuma estratégia se compara a esta: torne poupar um hábito e invista frequentemente. Compre ações de empresas, deixe sua quantia de emergência em renda fixa, se exponha a riscos, mas sempre com diversificação.

A longo prazo essa é a estratégia mais segura. Não existe fórmula mágica. Deixe o tempo fazer o seu papel – a paciência é um grande aliado de qualquer investidor. Esse é o grande diferencial de Warren Buffett, por exemplo.

warren buffett economia
O mercado de ações é uma ferramenta de transferir dinheiro dos impacientes para as mãos dos pacientes.

Estude fundamentos e aplique em empresas sadias com um bom futuro pela frente. Você não precisa analisar todo o balanço da empresa. Existem vários relatórios que mastigam todos esses dados por você – vale a pena pegar a opinião de pessoas mais experientes no mercado. Muitas vezes você encontra relatórios gratuitos, mas pode optar por pagos também (faz sentido se você aplica um capital considerável).

Rafael Lemos
Rafael Lemos

Estudante de Economia, com grande interesse por finanças. Dedico boa parte do meu tempo a projetos relacionados à Criptoeconomia. Atualmente trabalho na Foxbit, na produção de conteúdo.