A Centrais Elétricas Brasileiras S.A , mais conhecida como Eletrobras (ELET6), acaba de dar o primeiro passo para a construção de um blockchain próprio

Nesta sexta-feira (25/02), a Eletrobras publicou um edital para a criação de “bases de dados de registros distribuídos (Blockchain)”. A intenção dessa ledger é criar rastreabilidade e para o Selo Procel de Economia de Energia, “simplificando o processo de concessão”.

O Procel é um selo criado em 1993 com a ideia de aumentar a eficiência energética no mercado brasileiro, sendo concedido apenas a produtos que consomem energia de forma eficiente em sua categoria. Ele envolve um esforço conjunto de órgãos governamentais como o Inmetro, fabricantes, Eletrobras, universidades e laboratórios responsáveis por testes. 

Selo Procel de eficiência energética que agora estará no blockchain

“Diante disso o Procel vem estudando uma forma mais eficiente de tratar a administração e governança de dados distribuídos em uma rede compartilhada. Analisando toda a cadeia do registro, entende-se que a tecnologia Blockchain de base de dados de registros distribuídos do tipo permissionada é a que melhor atende às necessidades do processo “ – afirmou a Eletrobras. 

O blockchain será construído de forma que nenhum dos participantes tenha controle completo do sistema, permita a auditabilidade e transparência dos dados, seja escalável, garanta a autenticidade dos dados publicados por cada membro do Procel e seja flexível para adição de novas funcionalidades.

Eletrobras pensa grande ao integrar blockchain e IoT

A empresa de sociedade mista ainda quer expandir futuramente o projeto para englobar uma integração com IoT e verificação de equipamentos pelos próprios usuários:

“Um dos exemplos de possibilidades para aplicações futuras é a utilização de dispositivos IoT como sensores integrados ao sistema para aferições de equipamentos e conscientização do usuário com interfaces de resposta pelo lado da demanda (Demand side response).”

Além de ver usabilidade neste novo sistema, a empresa de sociedade mista ainda procura melhorar sua imagem com o público ao aumentar a transparência e confiabilidade de seu sistema. 

“Ademais, além de prover ao consumidor informação fidedigna, adequada e confiável, vislumbra-se ainda outros potenciais benefícios, como melhoria de imagem pública via percepção do Procel como um programa de vanguarda tecnológica.”

ELET6 explora blockchain como a Siemens e os chineses 

Como mostramos na matéria “Top 5 grandes empresas investindo em blockchain”, a gigante do setor energético Siemens também está investindo pesado na tecnologia de ledger distribuído. 

No mesmo setor, a chinesa Fudan University patenteou um sistema que vende eletricidade usando blockchain, integrado à plataforma Hyperledger da IBM em conjunto com a rede Ethereum. 

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br