O mercado cripto se expande para os mais diversos campos conforme vai evoluindo. Os tokens, por exemplo, vão muito além de servirem como formas de pagamento ou de participação em empresas, por exemplo, como é o caso do Fan Token.

Neste artigo, você saberá tudo o que precisa para entender mais sobre esse tipo de token que vem ganhando cada vez mais atenção das pessoas. Boa leitura!

O que é um token?

Antes de nos aprofundarmos sobre o Fan Token, é importante deixar claro o que são os tokens em si.

Podemos entender os tokens no mercado cripto como frações digitais de um ativo real que é criada em uma Blockchain, tecnologia que surgiu junto ao Bitcoin em 2008. Ela pode ser considerada uma espécie de livro contábil em que estão concentradas todas as informações relacionadas às transações, como, por exemplo, a quantia de tokens transacionados, quem os enviou e quem os recebeu, qual a data e a hora e muito mais.

Todas essas informações são armazenadas dentro de um bloco, que possui um registro de hora e data. De tempos em tempos, um novo bloco é formado e interligado ao anterior. Dessa forma, é criada uma “cadeia de blocos” (o nome traduzido) imutável, ou seja, que em hipótese alguma será alterada. 

Apesar de praticamente qualquer coisa poder ser tokenizada, existem 4 tipos principais de tokens: os payment tokens (de pagamento), utility tokens (de utilidade), security tokens (de valores mobiliários) e os queridinhos do momento, os NFTs (tokens não fungíveis ou non-fungible tokens).

O Fan Token, por ser, normalmente, ligado a grupos esportivos e oferecer a quem o compra acesso a produtos e serviços exclusivos, além da participação em votações, pode ser definido como utility token.

Como funciona o Fan Token?

Na prática, podemos dizer que o Fan Token funciona como um programa de sócio torcedor, mas com algumas diferenças, como, por exemplo, o fato de ele ficar armazenado na Blockchain, não ter a necessidade de pagar mensalidade para mantê-lo e, também, valer dinheiro, uma vez que, com o tempo, ele pode valorizar, de acordo com a movimentação do mercado.

O objetivo da criação do Fan Token é o de conectar os investidores com times, artistas e mais de uma forma bem simples e efetiva. Esse tipo de token gera engajamento e movimenta as bases de fãs, trazendo uma nova dinâmica para o mercado cripto.

Quando uma pessoa investe no Fan Token, pode fazer parte de decisões internas, ganhar prêmios exclusivos e até mesmo descontos, além, é claro, de poder ter acesso exclusivo e antecipado a conteúdos e benefícios relacionados a quem está por trás do Fan Token.

Ao permitir que os fãs tenham acesso a tantos benefícios, o Fan Token acaba sendo uma experiência única, além de tornar o mercado cripto ainda mais acessível, uma vez que é uma forma de dar os primeiros passos sem precisar desembolsar grandes quantias.

Esse é o principal papel da tokenização: democratizar o acesso a investimentos, além de tornar tudo mais ágil e transparente, tanto para o dono do ativo tokenizado quanto para quem investe nos tokens.

Na Liqi, você pode comprar diversos tipos de criptoativos, desde tokens até criptomoedas, como o Bitcoin e o Ether. É só clicar aqui!